Destaques
Facebook
Twitter
Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Deus do amor, Eros entre os romanos. o mais belo dos deuses gregos. Ambos com as mesmas características. Cupido era filho de Mercúrio, deus mensageiro, e de Vênus, a deusa da beleza e do amor, que nascera da espuma do mar. Quando representada saindo das ondas, lembra Iemanjá. Na mitologia grega, Afrodite. Célebre é a estátua da Vênus de Milo, encontrada na ilha grega de Milo, em 1820. Faltam-lhe os braços. Pode ser vista no Museu do Louvre.

Júpiter, prevendo as confusões que o deus sedutor, Cupido, iria aprontar, ordenou a Vênus que se desfizesse dele, fazendo-o desaparecer. A deusa, então, ocultou-o num bosque onde seria amamentado por leoas. Quando se sentiu independente, passou a confeccionar setas de cipreste. Treinando sua pontaria, adestrou-se na arte de fazer dos homens o alvo de seus dardos certeiros.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Aberto Costa
Senior Assessment Manager de Cambridge Assessment English, departamento da Universidade de Cambridge especializado em certificação internacional de língua inglesa e preparo de professores
***

Apesar de ser um movimento muito inicial no Brasil, a internacionalização já não é mais uma novidade para países que têm o inglês como a língua mãe. Justamente pela facilidade de comunicação – já que utilizam um dos idiomas mais falados no mundo como oficial – e também por conta do alto investimento em educação (além da alta procura por alunos estrangeiros), países como Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Austrália, por exemplo, aderiram à tendência dos programas internacionais há bastante tempo e, como consequência, contam com mais experiência em acolher e integrar estudantes de todos os lugares do mundo, assim como no envio de alunos e professores para intercâmbios ou ainda na promoção da cooperação acadêmica. É muito comum que recebam pesquisadores de países de ponta para agregar na qualidade do ensino e no troca não apenas de conhecimento teórico, mas também de culturas.

A Coventry University, no Reino Unido, por exemplo, conseguiu unir o útil ao agradável em seu programa de internacionalização usando como fio condutor o mercado de trabalho e o interesse das empresas em alunos recém-formados. Os estudantes precisam de perspectivas para o futuro e as indústrias querem em sua equipe pessoas que pensem diferente e sejam capazes de desenvolver soluções criativas para seus problemas. A partir daí, a universidade conectou as extremidades e fez com que a parceria funcionasse em torno dos interesses em comum.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Lioudmila Batourina
Consultora de parceria internacional da ABMES
lioudmila@abmes.org.br

***

Sempre pensamos que toda ideia tem dois lados, o bom e o ruim, benefícios e malefícios. Ambos se manifestam quando se deseja fazer algo grandioso. Porém, nada é tão simples assim, tão “preto no branco”. Dentro de grandes projetos, existe sempre uma “agenda oculta”, situações que acontecem quando as pessoas chave para um processo têm motivações diferentes daquelas que expressam publicamente.

A história nos ensina muito sobre isso, mas a humanidade não se cansa de andar em círculos e cometer os mesmos equívocos. Uma boa solução para fugir desses problemas é observar o que está acontecendo com os vizinhos e avaliar friamente a situação.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics