Destaques
Facebook
Twitter

Sobre : Gabriel Mario Rodrigues

Nome Completo: Gabriel Mario
Site:
Detalhes: Presidente do Conselho de Administração da ABMES

Artigos do(a) Gabriel Mario Rodrigues:

    Gabriel Mario Rodrigues2Gabriel Mario Rodrigues
    Presidente do Conselho de Administração da ABMES
    ***

    “Sete de cada dez alunos do 3º ano do ensino médio têm nível insuficiente em português e matemática. Entre os estudantes desta etapa de ensino, menos de 4% têm conhecimento adequado nestas disciplinas” (G1)

    No início do mês (4/9), o jornal O Estado de S.Paulo publicou matéria dos jornalistas Renata Cafardo, Victor Vieira e Luiz Fernando Toledo destacando que as escolas particulares de ensino básico não melhoraram seu desempenho segundo avaliação do Ministério da Educação (MEC). A rede pública saiu-se melhor. Somente 23% das particulares atingiram as metas de qualidade enquanto entre as públicas o índice foi de 42%.

    Em São Paulo, o ensino privado não teve o rendimento previsto tanto no fundamental como no médio, segundo o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado no dia 3 de setembro (Entenda o Ideb).

    Leia mais »

    Compartilhe:
    Avaliar

    Gabriel Mario Rodrigues2Gabriel Mario Rodrigues
    Presidente do Conselho de Administração da ABMES
    ***

    “O país está ficando mais velho, o topo demográfico está engordando. A gente está preparando jovens com esse patamar muito baixo de aprendizado. Nem conseguimos dar conta do século 20 e está vindo aí um novo ciclo de trabalho, do século 21, com exigências de competências altas e dinamicidade do conhecimento” (Mozart Neves Ramos – diretor do Instituto Ayrton Senna)

    De algum tempo para cá temos lido e ouvido uma expressão popular, intensamente usada por analistas sociais, psicólogos, comportamentalistas, pedagogos e sociólogos, apontando os nem-nem, os que nem trabalham nem estudam (situação agravada pelos que não procuram emprego, não têm família, não têm projeto de vida…). A eles, têm se somado os sem-sem, jovens (às vezes nem tanto) que utilizam celular e redes sociais sem limites, e, não raro, sem noção das consequências. Para eles, as redes sociais são tudo na vida, por isso as acessam diuturnamente. Abusam do Instagram e do Facebook, do YouTube e muito mais do WhatsApp. Afinal, eles são o que são ou são o que querem parecer ser? O Orkut já virou pó, mostrando quão efêmeras são essas mídias.

    Leia mais »

    Compartilhe:
    Avaliar

    Gabriel Mario Rodrigues2Gabriel Mario Rodrigues
    Presidente do Conselho de Administração da ABMES
    ***

    “A tecnologia está mudando a forma como produzimos, consumimos, nos relacionamos e, até mesmo, como exercemos a nossa cidadania. Agora é a vez de transformar também a maneira como aprendemos e ensinamos…” (Anna Penido – diretora do Inspirare)

    Na revista Veja de 29 último, a redação caprichou no especial “Educação, as lições para que o ensino não vire peça de museu”, ao longo de 16 páginas informativas e atrativas com o patrocínio do Senai.

    Do material, extraímos reflexões que desejamos compartilhar com os leitores no artigo de hoje. Na matéria “O futuro chegou”, Monica Weinberg colhe depoimentos do físico alemão Andreas Schleicher, 54, o grande responsável pelo teste Pisa, que avalia o ensino no mundo. Para o Brasil, o recado está muito bem dado, como um alerta. É que as escolas precisam entrar rapidamente no século XXI se não quiserem ficar desatualizadas. Embora ele já tenha feito a mesma recomendação em agosto de 2008, também pelas Páginas Amarelas da Veja, parece que falou no deserto: nada mudou, como, por exemplo, a mania e a insistência de os alunos brasileiros só decorarem. A falta de interesse pela carreira de professor e o tremendo engano de que milhões e milhões de reais salvam o ensino.

    Leia mais »

    Compartilhe:
    Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics
Página 1 de 9612345...102030...Última »