Destaques
Facebook
Twitter

Sobre : Antonio de Oliveira

Nome Completo: Antônio de Oliveira
Site:
Detalhes:

Artigos do(a) Antonio de Oliveira:

    Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
    Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
    antonioliveira2011@live.com
    ***

    Deus do amor, Eros entre os romanos. o mais belo dos deuses gregos. Ambos com as mesmas características. Cupido era filho de Mercúrio, deus mensageiro, e de Vênus, a deusa da beleza e do amor, que nascera da espuma do mar. Quando representada saindo das ondas, lembra Iemanjá. Na mitologia grega, Afrodite. Célebre é a estátua da Vênus de Milo, encontrada na ilha grega de Milo, em 1820. Faltam-lhe os braços. Pode ser vista no Museu do Louvre.

    Júpiter, prevendo as confusões que o deus sedutor, Cupido, iria aprontar, ordenou a Vênus que se desfizesse dele, fazendo-o desaparecer. A deusa, então, ocultou-o num bosque onde seria amamentado por leoas. Quando se sentiu independente, passou a confeccionar setas de cipreste. Treinando sua pontaria, adestrou-se na arte de fazer dos homens o alvo de seus dardos certeiros.

    Leia mais »

    Avaliar

    Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
    Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
    antonioliveira2011@live.com
    ***

    Permito-me começar dizendo que um ângulo sorri, como escreveu Horácio, poeta latino: “Ille terrarum mihi praeter omnes angulus ridet”, aquele cantinho me sorri mais do que todos os outros da terra. Em sentido metafórico, um ângulo sorri onde seu coração está, “where the heart is” (Elvis Presley). A propósito, “smiles” é a palavra mais longa do idioma inglês: há uma milha entre o começo e o fim, entre a primeira e a última letra. Espero que você tenha uma “mile” de razões para sorrir. Ovídio, outro poeta latino, amigo de Virgílio e Horácio, órfão da terra, teve, no exílio,  praticamente o mesmo sentimento, porém expresso de maneira diferente: Minha terra pode estar em qualquer lugar, “Ubi bene, ibi patria”. Talvez assim se sintam muitos imigrantes adaptados à pátria adotiva tornada pátria amada, mãe gentil.

    Leia mais »

    Avaliar

    Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
    Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
    antonioliveira2011@live.com
    ***

    Mea-culpa, ao pé da letra, quer dizer minha culpa. A expressão decorre da oração penitencial, da missa em latim da Igreja Católica, conhecida como Confiteor, título também de um livro de Paulo Setúbal. “Mea culpa, mea culpa, mea maxima culpa”, reconhece o fiel infiel, pois pecador perante Deus e sua consciência. Se pronunciada com convicção e contrição, é a expressão máxima de autocrítica.

    Isso vem a propósito de quê? Hoje em dia, e para rimar dia com mídia, além da mídia até então existente, temos as redes sociais. Tomemos qualquer rede de manifestações sociais e acompanhemos o que as pessoas têm a dizer sobre qualquer assunto, e mais, compartilhando: puxa-saquismo, autoelogio, queixas, reclamações, banalidades, críticas, muitas críticas… Não entro no mérito dessas críticas. Mas pergunto: você vê alguma manifestação de autocrítica? Até parece que todo o mundo está errado, menos eu. Aliás, criticar é fácil. Difícil é fazer, agir e agir certo.

    Leia mais »

    Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics