Destaques
Facebook
Twitter

Arquivo da categoria ‘Educação a Distância’

Print Friendly, PDF & Email

Paulo CardimPaulo Cardim
Reitor da Belas Artes e Presidente da Conaes
Blog da Reitoria, publicado em 27 de maio de 2019
***

A vida universitária acolhe pessoas de diferentes origens e habilidades desenvolvidas em estudos de níveis diversos. Educadores, educandos, gestores e profissionais da área técnica e administrativa de apoio têm objetivos individuais ou corporativos singulares. Há, contudo, um objetivo institucional – ensino e aprendizagem – que exige disciplina, respeito pela diversidade, pluralismo de ideias e aplicação dos recursos públicos ou da livre iniciativa de forma eficiente e eficaz. Nem sempre, porém, esse objetivo é alcançado integralmente. As instituições de educação superior (IES) cuidam de pessoas e formam cidadãos e profissionais, seu produto final. Não são peças. São seres humanos. Nesse “pequeno” detalhe reside a complexidade da educação, em qualquer nível ou grau.

Com o protagonismo da Internet, as inovações tecnológicas vertiginosas em informação e comunicação e o surgimento de novas tecnologias diruptivas, como o 5K, a vida universitária, obrigatoriamente, terá que inovar na forma de ensinar, com reflexos inauditos no processo de aprendizagem. É o que previam, em 2012, Clayton M. Christensen e Henry J. Eyring, em A universidade inovadora: mudando o DNA do ensino superior de fora para dentro (Porto Alegre: Bookman, 2014, p. XXIII): “No futuro o ensino poderá vir a sofrer uma desestabilização ou dirupção à medida que vierem a existir significativas melhorias nas tecnologias online e uma alteração no foco competitivo, que deve passar das credenciais do professor ou do prestígio da instituição para aquilo que os estudantes conseguem de fato aprender”. (grifos no original)

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Celso Niskier
Diretor presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES)
Reitor do Centro Universitário UniCarioca
***

Em uma sociedade cada vez mais múltipla e conectada, será que existe uma única forma correta e eficiente de transmitir conteúdo? Há séculos, quando o modelo educacional ainda predominante foi desenvolvido, havia o entendimento de que professores ensinavam, alunos aprendiam. Nessa hierarquia, nessa lógica.

A partir dessa compreensão foram criadas as salas de aula tradicionais, com lousas (recentemente substituídas pelos quadros brancos), carteiras enfileiradas e docentes dotados de giz e voz. Nas últimas décadas, contudo, o surgimento e a disseminação de novas tecnologias da informação e comunicação impuseram à sociedade contemporânea novas formas de se comportar, se relacionar e também de aprender.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

jacir-venturi2017Jacir J. Venturi
Coordenador da Universidade Positivo e membro do Conselho Estadual de Educação
Foi professor e diretor da UFPR e PUCPR
***

Neste preâmbulo, valho-me de duas valiosas e até antagônicas metáforas da sabedoria popular. Quando citei a primeira – “é o pássaro madrugador que apanha a minhoca…” –, meu amigo, admirável matemático e executivo de várias empresas renomadas, com um sorriso maroto, retrucou: “é, mas é o segundo rato que come o queijo…”. Sim, demorei um pouco para entender: o primeiro rato madrugador é abocanhado pelo gato!

Pois bem, analogamente a essa parábola, na Educação Superior brasileira, quem está comendo o queijo é a Educação a Distância (EAD), que é consideravelmente recente, mas já se consolidou. O expressivo crescimento dessa modalidade educacional, porém, não se fez sem efeitos colaterais, pois, com alguma dose de canibalismo, promoveu uma redução no ensino presencial. Com matrículas praticamente nulas em 2003, a EAD alcançou a cifra de quase 1,8 milhão de alunos em 2017 (dados mais recentes disponibilizados pelo INEP/MEC), com taxas de crescimento de até 27% ao ano. Nesse mesmo período, a modalidade presencial apresentou um incremento anual médio de 6%, no entanto apresenta um ponto de inflexão há três anos, com quedas consecutivas especialmente nas Instituições de Ensino Superior (IES) privadas.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics