Destaques
Facebook
Twitter

Arquivo da categoria ‘Comportamento’

Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

O vale
da Vale
não vale
um vale
Da Vale
não mais vale
o aval
Lacrimosas.
Vale de lágrimas
de pranto
pranteado
na dor Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Print Friendly, PDF & Email
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

“A ideia é a criação de um ambiente favorável para que os amantes da tecnologia, inovação e empreendedorismo possam interagir de forma democrática entre si, disseminando conteúdos e promovendo o intercâmbio de informações de forma colaborativa.” (Tonico Novaes, diretor-geral da Campus Party)

 A Campus Party é a maior experiência tecnológica do mundo, uma imersão em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo. Mais do que um evento, é uma rede que conecta 500 mil pessoas em todo o planeta, sendo mais de 150 mil do Brasil. Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Acedriana Vicente Sandi
Diretora pedagógica da Editora Positivo
***

A arte da possibilidade é, sem dúvida, um elemento constituinte do perfil de quem pretende exercer a docência no cotidiano escolar. Isso nada mais é do que assumir a responsabilidade pela construção de soluções para os vazios que a ciência, profundamente marcada pela razão, não é capaz de dar conta, no que tange ao refinamento qualitativo da natureza humana, matéria-prima do trabalho escolar. Cada proposta a ser construída somente figurará como solução se o seu cerne representar a captura fiel das relações humanas, investigada a partir do tempo e do espaço nos quais elas acontecem.

Outro viés para abordar a arte da possibilidade é por meio da superação de “situações-limite”, uma categoria freireana, denominada de “inédito viável”. Trata-se de uma solução latente na “futuridade histórica”, ainda inédita de ação. Para tanto, se considera o real e o virtual como algo que não se opõem, apenas estão representados de forma diferente na conjuntura atual – um capturado e o outro disperso. Partindo desse princípio, uma árvore está contida, virtualmente, numa semente. Logo, a semente é virtualmente uma árvore e, na medida em que se torna uma árvore, ela se atualiza.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics