Destaques
Facebook
Twitter

Arquivo da categoria ‘Comportamento’

Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

O corpo humano é maravilhoso. Em geral se fala apenas em beleza física, sobretudo da mulher. Sua beleza, sozinha, basta para atrair o olhar de muitos homens, sem o requisito de outros predicados. Isso, quem sabe, pelo surgimento de uma química entre duas pessoas. Que pode chegar ao ponto de uma Fatal Attraction, como no filme. Racionalmente, a mente humana é um processador de plurais. O corpo é um todo. A calistenia associa beleza e vigor físico. Isso pode parecer complicado, mas, sem nos darmos conta, assim funciona, ao mesmo tempo, nosso físico, nosso fisiológico, nosso neurológico, nosso metabolismo, nossas células, nosso aprendizado, principalmente na infância.

O corpo humano é um plural de múltiplos órgãos sincrônicos. Sujeito, sem dúvida, a doenças hereditárias, ocasionais ou degenerativas, podendo culminar em falência múltipla de órgãos. Muita coisa acontece de forma consciente, inconsciente ou por influência do psicológico. Nós, de humana natureza, ainda desconhecemos quem somos: de um corpo animal, mas dotado de razão. Nem anjo nem besta…

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Raphaela Ribas Lupion Gubert
Coordenadora Pedagógica das Escolas Confessionais do Sistema Positivo de Ensino no Brasil
***

Tragédias em escolas, queda do Brasil em índices internacionais de educação, baixa confiança na figura do professor. A atual situação da educação, no Brasil e no mundo, não é das melhores. E, se para profissionais da educação já não é fácil estar no meio de toda essa confusão, quais repercussões esse cenário causa nos alunos? Atualmente, os pais são obrigados a pensar não só no ensino de qualidade, mas naquele que repercutirá seus valores, que oferecerá segurança durante as dezenas de horas semanais em que o filho estará estudando e que o preparará para os desafios que encontrará no futuro, quando sair da escola.

Pode parecer diferente pensar no ensino religioso nesse momento. Muitos podem até se perguntar o porquê, em pleno ano de 2019, ainda temos escolas católicas. Pois bem, as instituições de ensino, em especial as voltadas para a educação cristã, têm como premissa um trabalho dedicado a ajudar a resolver os desafios do mundo atual, incluindo-se os problemas sociais, éticos e morais pelos quais passa a educação de nossos filhos.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Segundo o psicólogo jesuíta Anthony de Mello, devemos nos alimentar de prazeres naturais, desfrutando da natureza, exercitando os sentidos externos: audição, olfato, paladar, visão e tato. Existe todo um mundo a descobrir, continua Tony de Mello, a partir dos nossos sentidos atrofiados. Em geral se fala em educação física, educação intelectual, educação moral e cívica, mas pouco se fala em educação sensorial. Educação essa para um razoável controle dos órgãos receptores de luz, calor, pressão, sabor, que se transformam em impulsos nervosos, a percorrerem as células nervosas até o centro nervoso, o cérebro, sentido interno, receptor, culminando com o sexto sentido, capaz de perceber o que aos outros escapa.

Dizem que, em terra de cegos, quem tem um olho é rei. Isso porque as pessoas têm dois olhos. Não apenas as leis dos meus olhos são feitas por mim, mas as da audição, as leis do olfato a perceber os odores, as leis do paladar, os sabores. Também as leis do tato correm por conta de quem percebe e valoriza sensações tácteis gostosas. Além disso, o princípio de que nada vai ao inteleto sem que antes tenha passado pelos sentidos.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics