Destaques
Facebook
Twitter

Arquivo da categoria ‘Carreira e mercado de trabalho’

Print Friendly, PDF & Email

Gabriel Mario Rodrigues2Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

“O professor medíocre conta. O bom professor explica. O Professor superior demonstra. O Grande professor inspira. ” (William Arthur Ward, Educador e escritor norte-americano)

Estive pensando durante alguns dias sobre o que escrever para comemorar o Dia do Professor e, claro, também, tentando sair do lugar comum dessas ocasiões.

Valendo-me de um folder que o Semesp entregou por ocasião do 20º Fórum, ocorrido em São Paulo nos dias 26 e 27/9, os números encontrados pelo Inep dando um panorama da educação em 2017 são superlativos, indicando que no ensino superior existem 182.096 docentes nas particulares e 168.974 nas públicas. Ou seja, totalizam 340.027 profissionais em todas as 2.448 instituições de ensino superior do país, operando em 2.152 particulares e 296 públicas, distribuídas por 93 universidades, 181 centros universitários e 1.878 faculdades. São números extraordinários acumulando milhões de horas-aulas por ano, movimentando uma máquina financeira de bilhões de reais de insumos diretos e indiretos. É muito professor suando a camisa na educação superior.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Janguiê Diniz
Diretor presidente da ABMES
Mestre e Doutor em Direito

Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
***

O professor é uma das profissões mais antigas e mais importantes pelo seu papel na formação de crianças, jovens e adultos. Ser professor é estar no meio. Professor é aquele que ensina, que transmite conhecimento, é essencial para a formação do ser humano. Professores são mestres que levamos pela vida afora. Ser professor é viver o seu tempo com sensibilidade e consciência. É saber lidar com as diferenças, ter flexibilidade e ajudar o seu aluno a refletir. É ser um difusor do saber.

A origem da data está em 15 de outubro de 1827, quando o Imperador D. Pedro I instituiu um decreto que criou o Ensino Elementar no Brasil, com a criação das escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do país. Este decreto também estabeleceu a regulamentação dos conteúdos a serem ministrados e as condições trabalhistas dos professores.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Cláudio Anjos
Diretor-executivo da Fundação Iochpe e do Instituto Arte na Escola
Valor Econômico, publicado em 11 de setembro de 2018
***

Qual o papel das artes para o desenvolvimento econômico e social de um país? Ou melhor, como políticas educacionais que priorizam o ensino de artes podem contribuir para esse processo?

Atualmente essas perguntas têm ocupado as cabeças de muitas lideranças governamentais e empresariais, pesquisadores e especialistas em educação no mundo todo. Evidências não param de ser produzidas e indicam algumas respostas: a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), por exemplo, recomenda que as artes na educação sejam, “sem dúvida”, uma dimensão estratégica da política de inovação de uma nação. O grupo que congrega os países mais ricos do mundo advoga que à medida em que habilidades se tornam uma espécie de moeda forte global hoje e num futuro que já bate às nossas portas, escolas devem trabalhar com práticas baseadas em conhecimento diversificado e preparar estudantes para desenvolver habilidades exigidas por uma economia moderna e globalizada e pelo desafio de melhorar as relações sociais.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics