Destaques
Facebook
Twitter

Arquivo da categoria ‘Economia’

Print Friendly, PDF & Email

Fernando LeãoFernando Leão
Consultor na área educacional
Profissional atuando há mais de 20 anos no Cargo de Gestão, tendo passado por grandes grupos educacionais, tais como: Rede Salesiana de Escolas (atuado como Diretor Executivo) e Grupo São Camilo (atuado como Diretor Geral da Mantenedora)

***

Nos últimos anos, observamos cada vez mais o crescimento do financiamento público nas Instituições Privadas, aumento com isso a dependência financeira das IES em relação ao Governo Federal.

Desde o início de 2015, o Governo vem alterando as regras do Fies, limitando os cursos que terão direito a este financiamento e também instituindo pontuação mínima de 450 pontos no Enem para que o aluno possa concorrer a este benefício. Para 2016 novamente as regras foram alteradas, dificultando ainda mais o acesso a este benefício pelos alunos que desejam concorrer a este financiamento público.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Ronaldo MotaRonaldo Mota
Reitor da Universidade Estácio de Sá
http://reitoronline.ig.com.br
***

Embora anarquia, enquanto proposta ou teoria política, não atenda a uma definição única e imutável, a sua essência pode ser descrita como almejar uma sociedade na qual os indivíduos cooperem livremente entre si como iguais, sejam emancipados e, especialmente, não estejam sujeitos a qualquer forma de opressão. Assim, neste texto, anarquia não significa “sem Estado” e sim “cidadão emancipado” conjugado com “Estado não opressor”.

O anarquismo, assim entendido, se opõe a todas as formas de controle hierárquico excessivas, venham elas do Estado, de organizações ou de empresas, por serem danosas tanto ao indivíduo quanto à sociedade e, portanto, desnecessárias.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

João Batista Araujo e Oliveira
Presidente do Instituto Alfa e Beto
Valor Econômico, publicado em 8 de outubro de 2015
***

Se não houvesse obrigatoriedade de gastar 25% das receitas em Educação, o que você, prefeito ou governador, faria? E você sindicalista? A pergunta é pertinente em tempo de ajuste fiscal e a questão tem até nome – orçamento de base zero.

O fato é que o discurso e as ações do governo federal e do Congresso Nacional na área de Educação vão na direção contrária à necessidade real de um ajuste fiscal acompanhado de reformas estruturais no gasto público. A partir da aprovação do Plano Nacional da Educação (PNE), o Ministério da Educação, a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, alguns movimentos e ONGs, comandados por ilustres expoentes do empresariado nacional, empreendem o que parece ser uma corrida de 100 metros rasos para comprometer recursos de forma cada vez mais amarrada para o setor. Cada meta do PNE que é regulamentada cria amarras de recursos para sua execução, garantindo desde já o aumento da ineficiência.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics