Destaques
Facebook
Twitter

Arquivo da categoria ‘Economia’

Print Friendly, PDF & Email

Andrea Duarte
Económico/Portugal, publicado em 20 de novembro de 2011
***

A crise obrigará as universidades a encontrar estratégias inovadoras de mobilização de recursos, a diversificar as suas fontes de financiamento, e a promover abordagens mais eficientes de utilização de recursos”, afirma Geraldo Martins, especialista sénior em educação do Banco Mundial. “Trata-se de encontrar as melhores opções para maximizar os recursos disponíveis, isto é, alcançar melhores resultados com os mesmos recursos. Isso exigirá muita criatividade”, conclui.

Para Banghy Cassy , reitor da Universidade Zambeze, de Moçambique “a crise financeira mundial, que caracteriza o início do século XXI, tem estado a afectar grandemente os sistemas de ensino e em particular o ensino superior, o que impõe grandes desafios para a sua gestão”.

Essa é uma das razões que levou administradores, reitores, directores de faculdades e académicos que pensam a gestão das instituições do ensino superior a reunir-se em rede. Uma dessas redes está agora em plena construção: a do Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Print Friendly, PDF & Email
Jorge Werthein
Correio Braziliense
***

Escolas em diversos países, entre eles o Brasil, se adaptam aos novos tempos e, por novos tempos, entenda-se, em muitos casos, a adoção de novas tecnologias na educação. Computadores e programas aparecem como alternativas inovadoras aos tradicionais quadros-negros e livros impressos. Notebooks, tablets, lousas eletrônicas, associados a vídeos, jogos interativos, podcasts seduzem gestores, educadores, estudantes. No ensino a distância, os novos recursos parecem ainda mais promissores. A educação do futuro bate à porta das escolas e, com ela, indagações sobre o futuro da educação.

Afinal, como se sabe, educar em consonância com a atualidade não se limita a oferecer, em sala de aula, o que há de mais moderno em tecnologia da informação e da comunicação.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Print Friendly, PDF & Email
João Roberto Moreira Alves (*)
Eduardo Desiderati Alves (**)
Folha Dirigida – Educação a Distância
***

O Brasil tem extraordinário potencial dentro de um mundo competitivo e, segundo estudos o Fundo Monetário Internacional já em 2011 seremos a sétima economia do mundo. Não será a primeira vez que ocuparemos essa invejável posição, pois nos meados dos anos noventa (1994 e 1995) atingimos esse patamar. Depois caímos até chegar à décima – segunda, em 2002. O mesmo órgão afirma que deveremos manter esse patamar até, pelo menos, 2015 quando poderemos avançar mais ou recuar.

Ficamos somente atrás dos Estados Unidos da América, China, Japão, Alemanha, França e Reino Unido. Como estamos no patamar dos países desenvolvidos cresce o prestígio nas negociações internacionais. Em três décadas o país deve avançar cinco posições na lista das maiores economias.    Atualmente o FMI calcula que será de US$ 2,19 trilhões o tamanho do nosso PIB.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics