Destaques
Facebook
Twitter
Print Friendly, PDF & Email

Gabriel Mario Rodrigues2Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

“Qualquer um que queira ser líder entre vocês, deve primeiro ser o servidor. Se você optar por liderar, deve servir” (Jesus Cristo)

A gestão por liderança é um mantra do novo milênio em todas as áreas de atuação do ser humano: na escola, na empresa, nos relacionamentos, na vida pessoal. Ela substitui o chefe autoritário e indisponível, incapaz de encantar, criar novos líderes, colaborar e compartilhar.

Mas essa forma de gerenciamento não tem nada de novo. Para os cristãos, originou-se há 2017 anos, quando, em Belém, numa manjedoura, nasceu uma criança que, mais tarde, deu aula de liderança e recrutou colaboradores que ao longo dos séculos têm trabalhado em seu projeto por acreditarem nele.

Como um jovem filho de modesto carpinteiro, ao longo de sua curta vida de 33 anos, encantou e conseguiu milhares de seguidores? Perseverante, com foco, determinação, visão de futuro, companheirismo, comprometimento e abertura, reconheceu o potencial de 12 pessoas (ainda que uma delas tenha se desvirtuado…) e as treinou para um projeto que continua funcionando e se reciclando.

Vale ressaltar que Ele já aplicava as modernas metodologias ativas[1]. Sua autoridade resultava autenticamente de influência sobre o pensamento, comportamento e comprometimento dos liderados. Associava a isso uma proatividade invejável, exercendo predomínio e domínio inconteste, perfil mais do que exigido na atualidade. Jesus encarnava as características de um líder visionário: comunicação, carisma, criatividade, capacidade de assumir riscos e planejamento estratégico. Sabia que a ocasião pode sempre criar uma necessidade; mas, se a necessidade é forte, terá de ser ela a fazer a ocasião.

Jesus, como autêntico líder, nunca exigiu de seus liderados qualquer comportamento que ele mesmo não demonstrasse. Embora fosse o mestre e o líder da sua equipe, estava sempre disponível para conversar. Aberto a opiniões tinha tempo para as pessoas, sempre atento ao bem-estar dos seus colaboradores. Amou-as como elas eram; ciente das suas reais necessidades e interesses, tratou-as com respeito e dignidade.

Legado é o que é transmitido às gerações que se seguem, a herança imaterial que se entrega ao mundo para que o futuro seja melhor do que o presente. A marca que Jesus deixou na vida das pessoas é profunda. Ele sabia que sucesso sem sucessor é fracasso: por isso investiu em pessoas. Foi mentor.

Pobres humanos, estamos, felizmente, redescobrindo a liderança de Jesus e aprendendo a identificar o perfil dos nossos colaboradores, selecionar alguns, capacitá-los, dar-lhes direcionamento, avaliar o seu trabalho e, principalmente, incentivar e abraçar nossa equipe.

Apesar de contaminado por forte pressão comercial, o Natal é reconhecido como uma data especial não só para reunir familiares, mas sobretudo para refletir sobre nossas ações. O equilíbrio entre expressão espiritual, emocional, mental e dimensão física formam a base da liderança visionária, que necessita de valores universais, visão clara, relacionamento que estimule o sentimento de posse e pertencimento das pessoas e uma ação inovadora.

Que o Natal seja a oportunidade de percebermos que a solidez de um conjunto bem guiado leva ao sucesso. Como Deus, como homem e como história Jesus Cristo é, o líder visionário de maior sucesso na história. Que Seu exemplo nos inspire para transformarmos velhos paradigmas, a criar estratégias além dos pensamentos convencionais, utilizando tanto a razão quanto a emoção, a perceber que não há máquina mais poderosa do que a fé nas pessoas.

Nossa missão, como educadores, é formar líderes para que a humanidade possa cada vez mais se desenvolver com equidade, respeito, parceria e criatividade.

Feliz Natal e um ótimo 2018!


[1] A metodologia ativa é uma concepção educacional que coloca os estudantes como principais agentes de seu aprendizado. Nela, a crítica e a reflexão são incentivadas pelo professor que conduz a aula, mas o centro desse processo é, de fato, o próprio aluno. É possível trabalhar o aprendizado de uma maneira mais participativa, uma vez que a participação deste aluno é que traz a fluidez e a essência da metodologia ativa, cuja proposta é aperfeiçoar a autonomia individual do aluno, desenvolvendo-o como um todo, para que ele seja capaz de compreender aspectos cognitivos, socioeconômicos, afetivos, políticos e culturais.

Compartilhe:
Avaliar

4 Respostas para “É Natal! O que devemos aprender com a liderança de Jesus”

  • Prezado Prof. Gabriel! Parabéns pelo artigo! Tenho me dedicado nos últimos 20 anos a formação de líderes servidores. E mais intensamente com jovens. Creio ser este o nosso maior desafio, formar uma nova geração de líderes servidores. Este ano completo 10 anos da adaptação do livro best seller “O Monge e o Executivo” para uma peça teatral que já foi assistida por quase 100.000 pessoas e agora desenvolvi em 2017 a peça e um programa educacional com a participação do próprio James Hunter.

     
  • Ana Caroline de Brito Silva says:

    Bom dia !
    Professor Gabriel,
    Primeiramente gostaria de desejar um feliz 2018, sou admiradora do seu trabalho, através de tudo que ja me contaram a seu respeito.

    Trabalho na Anhembi Morumbi e sinto orgulho por todo esforço e dedicação em sua carreira, sinto muito por não ter tido oportunidade de conviver mais com alguém que me engaja e inspira como o Senhor, sabias palavras de um homem que é exemplo de liderança e tem como inspiração o Senhor Jesus.
    Que Deus o abençoe imensamente !

     
  • Gilmara says:

    Sábias palavras.
    “Nossa missão, como educadores, é formar líderes para que a humanidade possa cada vez mais se desenvolver com equidade, respeito, parceria e criatividade”.
    Que isso num futuro próximo possa ser aplicado dentro do grupo.

     
  • Ana Tereza Pinto de Oliveira says:

    Parabéns pelo ângulo inusitado com que transmitiu sua mensagem de Natal.

     

Deixe uma resposta

Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics
Página 1 de 11