Destaques
Facebook
Twitter
Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Uma tatuagem consiste na introjeção, sob a epiderme, de substâncias corantes a fim de apresentar, na pele, nomes, desenhos, pinturas. Na nossa mão, de nascença, gravado está um “M” de Maria, M de Mãe. Conclui Martins Fortes: “Quer dizer – Mãe! este M tão perfeito. / E, com certeza, em minha mão foi feito / Para, quando eu for bom, pensar em ti.” Mais que, sob a epiderme, em histologia, porção superficial da pele, o nome de nossa mãe introduzido está sob a epiderme da alma. “Alma, ‘deixa eu’ tocar sua alma com a superfície da palma da minha mão”.

Mãe é como um bolo de aniversário, como o bolo no Dia das Mães. Partido e repartido em fatias, que dá para todos os convidados. E ainda sobra. Um coração dilacerado nesse sentido, pois se deixando fatiar para dar de comer aos filhos. Coração de mãe não se engana e é espaço onde sempre cabe mais um. Todos os filhos. Ou como casa de mãe: onde come um, comem dois, três…

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

jacir-venturi2017Jacir J. Venturi
Coordenador da Universidade Positivo e membro do Conselho Estadual de Educação
Foi professor e diretor da UFPR e PUCPR
***

Esquadrinhamos 2.000 km desse pequeno país (10% do território paranaense), com apenas 71 anos de independência, 8,9 milhões de habitantes e mais de 3.000 anos de história. História de superação e tenacidade. Uma produtiva viagem de 8 dias, adrede bem planejada, munidos de aplicativos, sem guias e sem incidentes, em um automóvel com mais três familiares, todos com formação cristã. Abundantes são as informações turísticas nas rodovias, concomitantemente em três idiomas: hebraico, árabe e inglês, nesta ordem.

À guisa de uma artéria principal, numa das margens das estradas, o aqueduto nacional, que conduz para todo o país água doce do Mar da Galileia e água dessalinizada do Mediterrâneo. A balança comercial agrícola de Israel é deficitária em apenas 5%, um feito notável, pois 80% de suas terras não eram originalmente agriculturáveis. Se é assim, o solo é apenas suporte e adubo nele. O índice pluviométrico é baixíssimo? Pois bem, a água para a irrigação provém do tratamento dos esgotos das cidades, demandada por tubos de polietileno até à raiz das plantas, estas em boa parte distribuídas em estufas. O gotejamento é uma técnica criada em Israel em 1965, sendo adicionados à água nutrientes como superfosfato, cálcio e potássio. Nesse ecossistema, sem uso de agrotóxicos, um hectare está produzindo 30 vezes mais que a média mundial, fruto de um amplo desenvolvimento acadêmico e tecnológico.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Ronaldo Mota
Consultor Educacional
Membro da Academia Brasileira de Educação e Diretor Científico da Digital Pages
***

Neste mês, o Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou interessantes análises acerca das contribuições relativas de cada país para a economia global. A partir do Produto Interno Bruto (PIB), somatório de bens e serviços produzidos por cada nação, ajustado pela paridade do poder de compra, podemos obter indicadores acerca da respectiva qualidade de vida de seus habitantes.  

Um dos destaques negativos deste recente estudo é o Brasil. Pelo sétimo ano consecutivo, nossa participação percentual segue trajetória de queda, atingindo em 2018 somente 2,5%, a menor participação relativa, em quase quatro décadas, no PIB mundial. Para dimensionarmos o tamanho da queda, em 1980 o Brasil respondia por 4,4% da economia do planeta. De 1950 a 1980, a economia brasileira avançou, em média, 4,5% ao ano; por sua vez, entre 1980 e 2018, o crescimento anual médio foi de 0,9%.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics