Destaques
Facebook
Twitter
Print Friendly, PDF & Email

Paulo VadasPaulo Vadas
Editor educacional do jornal online Brazil Monitor
Professor, palestrante, escritor e consultor em educação para instituições de ensino superior no Brasil e nos EUA
***

O estruturalismo e o credencialismo da cultura brasileira são, no meu entendimento, as maiores barreiras da criatividade e da inovação.

No Brasil é mais importante o processo da educação formal, estruturada, quantitativa e burocratizada, do que as competências qualitativas que o indivíduo desenvolveu por si próprio, em que pese a opinião do Conselho Pleno do Conselho Nacional de Educação (Parecer CNE 29/2002, CP, MEC) que assim se manifestou sobre o aproveitamento de competências:

“A duração efetiva do curso superior… para o aluno, dependerá:

  1. do perfil profissional de conclusão que se pretende;
  2. da metodologia utilizada pelo estabelecimento de ensino;
  3. de competências profissionais já constituídas em outros cursos superiores de graduação ou de pós-graduação;
  4. de competências profissionais já desenvolvidas no próprio mercado de trabalho mediante avaliação da escola (grifo nosso);
  5. de competências adquiridas por outras formas, como em cursos técnicos, em cursos sequenciais por campos do saber, de diferentes níveis de abrangência, e mesmo no trabalho, que devem ser criteriosamente avaliadas pela escola (grifos nossos).

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Gabriel Mario Rodrigues2Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

“O professor medíocre conta. O bom professor explica. O Professor superior demonstra. O Grande professor inspira. ” (William Arthur Ward, Educador e escritor norte-americano)

Estive pensando durante alguns dias sobre o que escrever para comemorar o Dia do Professor e, claro, também, tentando sair do lugar comum dessas ocasiões.

Valendo-me de um folder que o Semesp entregou por ocasião do 20º Fórum, ocorrido em São Paulo nos dias 26 e 27/9, os números encontrados pelo Inep dando um panorama da educação em 2017 são superlativos, indicando que no ensino superior existem 182.096 docentes nas particulares e 168.974 nas públicas. Ou seja, totalizam 340.027 profissionais em todas as 2.448 instituições de ensino superior do país, operando em 2.152 particulares e 296 públicas, distribuídas por 93 universidades, 181 centros universitários e 1.878 faculdades. São números extraordinários acumulando milhões de horas-aulas por ano, movimentando uma máquina financeira de bilhões de reais de insumos diretos e indiretos. É muito professor suando a camisa na educação superior.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Janguiê Diniz
Diretor presidente da ABMES
Mestre e Doutor em Direito

Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
***

O professor é uma das profissões mais antigas e mais importantes pelo seu papel na formação de crianças, jovens e adultos. Ser professor é estar no meio. Professor é aquele que ensina, que transmite conhecimento, é essencial para a formação do ser humano. Professores são mestres que levamos pela vida afora. Ser professor é viver o seu tempo com sensibilidade e consciência. É saber lidar com as diferenças, ter flexibilidade e ajudar o seu aluno a refletir. É ser um difusor do saber.

A origem da data está em 15 de outubro de 1827, quando o Imperador D. Pedro I instituiu um decreto que criou o Ensino Elementar no Brasil, com a criação das escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do país. Este decreto também estabeleceu a regulamentação dos conteúdos a serem ministrados e as condições trabalhistas dos professores.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics
Página 2 de 83312345...102030...Última »