Destaques
Facebook
Twitter
Print Friendly, PDF & Email

Lioudmila Batourina
Consultora de parceria internacional da ABMES
lioudmila@abmes.org.br

***

Os países que hoje são líderes mundiais em educação superior já sabem que não são apenas as tendências locais que afetam a forma como operam suas instituições. Existem também inúmeros fatores externos que interferem diretamente no setor. Os especialistas listam algumas dessas “tendências globais” que devemos nos atentar. Confira quais são elas:

1 – Mudanças no mercado de trabalho e aumento da automação

Ao acabar com alguns empregos, a tecnologia exige que estudemos a vida inteira para competirmos com as máquinas. A informatização dos serviços gera mudanças drásticas e inevitáveis no mercado de trabalho e nas políticas educacionais. Isso exige mais preparação para trabalhar com máquinas e novas tecnologias. A verdade principal é que os trabalhos de baixa qualificação serão automatizados em breve.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Celso Hartmann
Diretor-geral do Colégio Positivo
***
Humilhação talvez seja a palavra que melhor define a sensação que sentimos quando temos que – forçosamente – admitir que estamos errados. Estudiosos do assunto afirmam que isso acontece porque, naturalmente, enxergamos o erro como sinônimo de incompetência e acreditamos que pessoas bem sucedidas nunca erram. De onde vem essa crença? Em que momento de nossas vidas passamos a enxergar as coisas dessa forma?

Se voltarmos no tempo e recuperarmos a maneira como as gerações anteriores eram ensinadas, vamos notar que a raiz desse pensamento pode ter brotado dentro das escolas. Professores costumavam – e alguns ainda insistem nisso – ensinar que existia apenas uma resposta certa para cada questão apresentada. Quem não conseguisse chegar ao resultado apontado pelo mestre, falhava – e ponto final. Aquele que respondesse da forma esperada, ganhava pontos e a admiração de todos.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

wanda_camargoWanda Camargo
Educadora e assessora da presidência do Complexo de Ensino Superior do Brasil – UniBrasil
***

Há pouco mais de cem anos muitas famílias se constituíam em grupos tribais, sob a liderança de um patriarca ou matriarca e formadas por esposas ou maridos, irmãos, filhos, netos, sobrinhos, agregados, todos habitando um mesmo espaço e assumindo sem discutir seu lugar na hierarquia. Tal arranjo ainda é comum em alguns países, mas foi substituído no ocidente pela família nuclear composta por um casal e seus filhos; ainda que mantendo laços com o conjunto familiar mais próximo.

Na dinâmica que caracteriza as relações humanas estamos vivendo um momento que, de certa forma, marca retorno a algo parecido com as “tribos”. Entre os mais pobres não houve grandes mudanças, as famílias sempre se mantiveram associadas por questão de sobrevivência; quando filha ou filho se casa não falta lugar para mais um, e até mesmo para a construção de um “puxadinho” nos fundos do terreno ou na laje.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics
Página 20 de 781« Primeira...10...1819202122...304050...Última »