Destaques
Facebook
Twitter
Print Friendly, PDF & Email
Fernando Vives
Carta Capital, publicado em 10 de janeiro de 2011
***

O novo plano decenal de educação, enviado ao Congresso, é mais conciso e ambicioso

Como levar a educação a todas as camadas sociais e ao mesmo tempo aumentar a qualidade do ensino? Trocar alguns pneus com o carro em movimento é o desafio do novo Plano Nacional de Educação (PNE) para o perío­do 2011-2020, enviado ao Congresso, em dezembro de 2010, e cujos principais focos são a evolução da educação infantil, o aumento gradual do investimento no setor e a qualificação e valorização da carreira de professor.

Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email
Paulo Presse
Analista Estatístico, atua nas áreas de Estudos de Mercado e Análises Estatísticas. Graduado em Matemática, professor universitário e Especialista em Docência no Ensino Superior. Paulo@hoper.com.br
***

Uma gestão de sucesso não se descreve só com palavras, ela também é demonstrável pela eficiência de seus indicadores. É com esse conceito sucinto que evidencio a importância do uso dos indicadores na gestão de uma instituição de ensino superior (IES).

Hoje, torna-se inegável a importância dos indicadores em nosso cotidiano, a exemplo de um diagnóstico médico, ou até de um parecer econômico sobre uma instituição, lá estão eles inseridos, dando sustentabilidade de argumentação ao parecerista.  Leia mais »

 
Print Friendly, PDF & Email

Prezados associados, parceiros, colaboradores e todos que nos acompanharam durante o ano de 2010,

Que o Natal possa trazer a todos nós o que ele tem de mais misterioso e ao mesmo tempo mais simples – a renovada esperança de que tudo há de ser melhor. Sim, tudo há de ser melhor! E como será? 

“Voe nas asas de Drummond” – que agora é um “anjo” – para conhecer a sua proposta de organização do Natal. Boa reflexão!

__________________________________________________________________________________________

Organiza o Natal

Carlos Drummond de Andrade
***

Alguém observou que cada vez mais o ano se compõe de 10 meses; imperfeitamente embora, o resto é Natal. É possível que, com o tempo, essa divisão se inverta: 10 meses de Natal e 2 meses de ano vulgarmente dito. E não parece absurdo imaginar que, pelo desenvolvimento da linha, e pela melhoria do homem, o ano inteiro se converta em Natal, abolindo-se a era civil, com suas obrigações enfadonhas ou malignas. Será bom.

Leia mais »

 
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics
Página 770 de 848« Primeira...102030...768769770771772...780790800...Última »