Destaques
Facebook
Twitter
Comentários

Posts Tagged ‘futebol’

Paulo VadasPaul Ivan Vadas
Editor educacional do jornal online Brazil Monitor
Professor, palestrante, escritor e consultor em educação para instituições de ensino superior no Brasil e nos EUA
***

A Copa do Mundo NÃO acabou. Tal como na política, a cada quatro anos ela se renova e o brasileiro, aquele que acredita que “a esperança é a última que morre”, já está se preparando para a próxima na esperança de ganhar o sonhado hexa. Sabe, porém, que daqui até lá, muito trabalho tem que ser feito. O percurso passa pela renovação necessária para ganhar vários outros campeonatos que estão no caminho, inclusive o da classificação. Serão anos difíceis, mas, como sempre, o brasileiro sabe que, desde os idos da década de cinquenta, quando Pelé e Garrincha despontaram como craques de nível mundial, o Brasil se tornou um verdadeiro celeiro de jogadores que renovam suas equipes e as de outros países ao redor do mundo.

O mesmo, porém, não acontece na política brasileira. Diferentemente do futebol, a cada quatro anos os “jogadores” que disputam os cargos políticos são sempre os mesmos. Não há renovação por que não existem peças de reposição. Os mesmos jogadores jogam o jogo que sempre jogaram e, consequentemente, o resultado é sempre o mesmo. Os quadros mudam, não se renovam – são herdados de geração em geração. E, assim, as mudanças políticas, econômicas e sociais não acontecem, frustrando as aspirações do povo e criando condições até de desespero enquanto a esperança de desenvolvimento econômico diminui a cada momento.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Dando voz à bola com seus bordões característicos, alguns locutores marcam época. Dentre outros, Sílvio Luiz. Bola bem no ângulo: No gogó da Ema! Bola na trave: No paaaaaaau!. O que é que eu vou dizer lá em casa? Esse até minha sogra fazia! Pelas barbas do profeta! Olho no lannnceee! Pelo amor dos meus filhinhos! Para um chute forte ao gol: Manda uma chinelada! Manda uma sapatada! Januário de Oliveira: Taí o que você queria! Tá lá um corpo estendido no chão! Ele é cruel, muuuuito cruel! Sinistro, muito sinistro!…

Osmar Santos: Pimba na gorduchinha, ripa na chulipa, um pra lá dois pra cá, vai pegar fogo no boné do guarda, vai garotinho… E que goooooooooool!

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics
Página 1 de 11