Destaques
Facebook
Twitter

Posts Tagged ‘mec’

Edson FrancoÉdson Franco
Advogado, jornalista e professor universitário
Membro do Conselho da Presidência da ABMES
***

Com o tempo que me foi dado para escrever estas linhas, tive de escolher desta instituição o que me pareceu fundamental nas quatro gestões da ABMES e, para isto, não tive sequer a condição de “consultar os universitários” nesta seleção de desafios já enfrentados. Portanto, esta seleção, que acabei por fazer, resultou – perdão! – da minha impressão pessoal e de algum modo míope e incompleta. Atitude arriscada mas necessária para não faltar com meu compromisso com a equipe de Comunicação.

Sou um dos pioneiros da nossa entidade, começando pelos tempos do Hotel Glória, onde tudo se iniciou até estes de agora, usando, no intermédio de um shopping (Pátio Brasil) como sede, até este que nos abriga não mais como locação, mas como casa definitiva da ABMES, de propriedade passada no papel, com direito a cartório e tudo.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar

Oscar Hipólito
Professor titular aposentado da USP e vice-presidente acadêmico da Laureate Brasil
***

Desde a divulgação da lista dos improdutivos da USP, em 1988, gerando muita discussão e controvérsia, o assunto da avaliação do ensino superior tem sido motivo de destaque na grande imprensa. Recentemente a imprensa noticiou o relatório de auditoria operacional realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) com objeções sobre o atual sistema de avaliação do Ministério da Educação (MEC).

A mencionada auditoria originou-se de solicitação do Congresso Nacional, consubstanciada na Proposta da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados para avaliar a atuação do MEC nos procedimentos de fiscalização dos cursos de Direito, estendido para todos os cursos superiores.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar

Sólon Hormidas Caldas
Diretor Executivo da ABMES – Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior
***

Quem determina quantos médicos são suficientes em um país? Qual instituição tem a prerrogativa de definir a política educacional? Qual o papel e a abrangência de atuação dos conselhos profissionais? Em quanto tempo teremos que fazer um novo programa para atrair médicos estrangeiros para atender a demanda interna? Essas são apenas algumas das perguntas que precisam ser respondidas desde que o Ministério da Educação publicou a Portaria nº 329, de 5 de abril de 2018, que proíbe a abertura de novos cursos de Medicina pelo período de cinco anos.

Fundamentada na justificativa da qualidade dos cursos disponíveis no mercado, a atitude do MEC foi ao encontro das solicitações feitas pelas entidades representativas da categoria, mas ignorou não apenas a demanda nacional por mais profissionais na área da saúde como toda a estrutura de monitoramento e avaliação da educação superior coordenada pelo próprio órgão. E isso sem falar no fato de que a proibição de novos cursos em nada incide na qualidade das graduações que já estão disponíveis no mercado.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics
Página 1 de 912345...Última »