Destaques
Facebook
Twitter

Posts Tagged ‘professor’

Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***  

“Daqui a trinta anos os grandes campi universitários serão relíquias. As universidades não vão sobreviver. Trata-se de uma mudança tão importante quanto a introdução do livro impresso” (Peter Drucker)

No mundo do pós-tudo, Peter Drucker, educador e “pai” da administração moderna, alertava para a era da pós-educação que já começava a delinear-se há algum tempo, colocando em xeque o modelo educacional e institucional que tem se mantido quase inalterado nos últimos 200 anos.

Tenho dito com certa insistência em meus artigos que nossos jovens estão estudando para negócios que não existirão mais nos próximos anos. Recebi dias desses, pelo WhatsApp, uma radiografa das novidades e a celeridade com que elas atropelam as velhas estruturas. Sintetizo o conteúdo: o Spotify faliu as gravadoras; a Netflix, as locadoras; a Google, a Listel, as Páginas Amarelas e as enciclopédias; a OLX, os classificados; o smartphone, as revelações fotográficas.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
David Cavallo*
O Estado de São Paulo, publicado em 28 de abril de 2014
***

O paradoxo da produtividade se refere à contradição aparente que ocorre quando um avanço tecnológico significativo é acompanhado por um declínio na produtividade. Por exemplo, com o advento dos motores elétricos, a produtividade nos Estados Unidos encolheu por mais de dez anos. A eletricidade não facilita a produção? O que poderia ter causado essa queda?

Não é que as novas tecnologias não conduzissem à produtividade. O problema é que os processos das tecnologias prévias permaneciam vigentes, negando o potencial do novo. A resistência à mudança triunfou sobre os benefícios da inovação. Isso sugere que a mentalidade dos responsáveis era ainda mais rígida que os paradigmas obsoletos.

O uso das tecnologias digitais para a aprendizagem segue esse mesmo padrão. Muitos estudos comprovam a obtenção de pequenos triunfos, mas eles estão muito aquém dos benefícios que os computadores catalisaram em virtualmente todos os demais campos. Como podem os computadores e a conectividade permitirem um incrível ganho no conhecimento e mudarem completamente o mundo, e ainda não transformarem a educação, cuja função é o desenvolvimento do conhecimento?

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Gabriel Mario Rodrigues 1Gabriel Mario Rodrigues
Presidente da ABMES e Secretário Executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular
***

 “A sala de aula representa os metros quadrados mais nobres de qualquer organização educacional”. (Jacir J. Venturi)

Participei, no dia 26 de março, em São Paulo, de uma mesa de discussões do XII Geduc 2014 [1] sobre o tema O modelo do ensino superior presencial está chegando (ou chegou) ao fim?”. O mediador dos trabalhos, Daniel Castanho, presidente da Anima Educação, desafiou, logo de início, a plateia com a pergunta: “Como classificar um aluno que sai da classe, deixa um Ipad ligado para gravar o que disse o professor e que durante o retorno para casa ouve a aula. Trata-se de um aluno presencial ou a distância?”

Na sequência, Ronaldo Motta, Fundador da EdUKationBr, descreve o novo professor como um designer institucional, com domínio da tecnologia digital e de todos os aparatos de multimídia para transmitir informações, visando ao aprendizado do aluno.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics