Destaques
Facebook
Twitter

Posts Tagged ‘Uber’

Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***  

Inteligência artificial (por vezes mencionada pela sigla em português IA ou pela sigla em inglês AI – artificial intelligence) é a inteligência similar à humana exibida por mecanismos ou software. Também é um campo de estudo acadêmico. Os principais pesquisadores e livros didáticos definem o campo como “o estudo e projeto de agentes inteligentes”, onde um agente inteligente é um sistema que percebe seu ambiente e toma atitudes que maximizam suas chances de sucesso. (Wikipedia)

Estava de plano dar sequência ao meu artigo anterior, publicado no Blog da ABMES – “O que acontecerá quando as máquinas fizerem tudo?” – quando recebo um vídeo do pastor e coaching Carlos Maia descrevendo as incríveis transformações dos últimos dez anos: a Netflix acabou com as locadoras; o Spotify, com as gravadoras; o Google, com as enciclopédias; o WhatsApp, com os operadores de telefonia; o Uber, com os taxistas; o Booking e a Trivago, complicando a vida das agências de turimo, e muitas outras que vocês podem ver no vídeo. Tudo devido à engenhosidade da inteligência humana, agora exponencialmente apoiada pela Inteligência Artificial (IA) e pelo intercâmbio de ideias globais. Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Ronaldo HofmeisterRonaldo Hofmeister
Diretor do Núcleo de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Positivo
***

Professor, você sabia que a economia disruptiva, que hoje é representada pelo Uber, mas que tem outros ícones como Netflix, Spotify e Airbnb, logo chegará à sala de aula? E o que você vai fazer? Reclamar, brigar e xingar? Proteger seu mercado de aulas tradicionais, exigindo que seus alunos continuem sentados em carteiras, um atrás do outro, ouvido sua aula expositiva, cujo conteúdo está todo na internet? O mercado de educação sofrerá uma grande transformação nos próximos anos e você tem que estar preparado para ela. O mais importante é compreender que a tecnologia disruptiva não é um inimigo, mas um aliado.

Vamos analisar o caso do Uber: quando foi lançado, em San Francisco, o mercado de taxis era de U$ 200 milhões. Com a entrada do Uber, o mercado de taxis caiu para U$ 100 milhões. Mas se somarmos Uber e taxis, esse mercado atingiu U$ 1 bilhão. O mercado de transporte de passageiros cresceu cinco vezes, o trânsito melhorou, pois a população deixou o carro em casa, a poluição diminuiu e a cidade arrecadou mais impostos. Em vez de lutar contra novas tecnologias, enxergue como você pode se adaptar e tirar vantagens desta evolução. O mais incrível é que o Uber não tem nenhum carro, o Netflix não tem nenhum canal de televisão e o Airbnb não tem nenhum hotel e todos já faturam mais que seus maiores concorrentes tradicionais.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Ronaldo MotaRonaldo Mota
Reitor da Universidade Estácio de Sá
Diretor Executivo de Educação a Distância da Estácio
www.diariodigital.com.br
***

A maior empresa de taxi do planeta, Uber, não tem nenhum carro na frota. O Facebook, grande provedor de conteúdo, não produz nenhuma informação. O maior ofertante de acomodações do planeta, Airbnb, não dispõe de quarto de hotel. A gigantesca rede varejista Alibaba não tem nada no estoque. As maiores agências de notícias não têm nenhum jornal. Mesmo assim, mentes ingênuas imaginam que educação passará ilesa por esta revolução e aceitamos, iludidos, que as transformações nesta área serão passageiras e superficiais. Ledo engano, as mudanças na educação e nas instituições educacionais serão rápidas, profundas e drásticas.

Leia mais »

Compartilhe:
Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics