Sobre : Antonio de Oliveira

Nome Completo: Antônio de Oliveira
Site:
Detalhes:

Artigos do(a) Antonio de Oliveira:

    Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
    Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
    antonioliveira2011@live.com
    ***

    Em tempos de confinamento e de isolamento social forçado, abre-se espaço, em casa, para meditação, reflexão. Debrucei-me, hoje, sobre um poema, em Odes de Ricardo Reis: Fernando Pessoa, Para ser Grande, sê Inteiro. Fiquei imaginando: Para ser grande não é preciso ser grande, mas é preciso ser inteiro. Nesse sentido, aplica-se o dito: Tamanho não é documento. Tampouco importa ser gente, necessariamente. Estive a meditar o que é ser grande…

    Admiramos o trabalho de uma formiguinha, cujo esforço se elogia e é dado como exemplo de solidariedade com outras formigas, dai se estendendo, como um desideratum, até os humanos. Roberto Carlos canta a sensual atração de Mujer Pequeña. Uma criancinha é grande sem ser grande. É inteira. Do tamanho dela.

    Leia mais »

    Avaliar

    Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
    Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
    antonioliveira2011@live.com
    ***

    No século XVII, o religioso espanhol Tirso de Molina, criador do mito de Don Juan, disse que, no banquete do amor, o ciúme é o saleiro, mas adverte ser erro temperar em demasia. A psiquiatra italiana Donatella Marazziti escreveu “E vissero per sempre gelosi & contenti. Come trasformare un sentimento ‘negativo’ nella chiave della felicità”, livro traduzido, para o português, com este título: E Viveram Ciumentos e Felizes para Sempre.

    Tradicionalmente se estabelece esta sequência: namoro, noivado e casamento. Tradicionalmente também se tem como uma das finalidades do casamento o auxílio mútuo. Em latim, “Vae soli!” Ai do solitário! Palavras do Eclesiastes, comumente citadas para lembrar o estado de insegurança do indivíduo que não pode contar com ninguém, principalmente na velhice.

    Leia mais »

    Avaliar

    Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
    Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
    antonioliveira2011@live.com
    ***

    Não sei se com algum ponto de intersecção, ou não, a pandemia do coronavírus me remete a Saramago, precisamente ao seu “Ensaio sobre a cegueira”. Consultando meus alfarrábios, notei que lera esse livro: SARAMAGO, José. Ensaio sobre a cegueira. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. 312 p. (jun./2002; fonte: empréstimo Dr. Felício Rodrigues, médico Fumec).

    O romance versa sobre uma epidemia que acomete repentinamente uma cidade: uma “cegueira branca”, pastosa, como alguém que mergulhasse de olhos abertos num “mar de leite”. Alegoricamente, imagem em branco de uma sociedade que perde o senso do limite entre civilização e barbárie multifacetada.

    Leia mais »

    Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics