Sobre : Antonio de Oliveira

Nome Completo: Antônio de Oliveira
Site:
Detalhes:

Artigos do(a) Antonio de Oliveira:

    Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
    Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
    antonioliveira2011@live.com
    ***

    Refiro-me àquele que abre covas para enterrar os mortos. Que é aquele que põe uma última pá de cal sobre as nossas vaidades e pretensões; aquele que contribui para a queda de uma instituição, por exemplo, coveiro da monarquia; aquele que desafia, depois de mortos, imperadores e poderosos. O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, não quer ser “o prefeito coveiro”.

    Estão fechadas ao público, em tempos de coronavírus, as capelas ou câmaras-ardentes, onde se realiza um velório ou onde se deixa o falecido até a hora do enterro. O nome tem a ver com as velas acesas. Esse assunto é lúgubre, como lúgubre é o confinamento que estamos vivendo e as mortes que estão ocorrendo. Lúgubre, mas real. Nem o mar nem a maré estão pra peixe.

    Leia mais »

    Avaliar

    Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
    Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
    antonioliveira2011@live.com
    ***

    Para Carlos Drummond de Andrade, quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, isto é, de fatiar, esfatiar o tempo, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Assim, digo eu, na esteira desse “indivíduo genial”, consumimos o bolo da vida, datando cada fatia em dia, mês e ano e vivendo um dia de cada vez. Estendendo essa ideia, ocorre-me pensar no saber de cada pessoa e na maneira como cada pessoa distribui seu saber independentemente de ensinar na carreira do magistério.

    Chego à seguinte conclusão elementar: o saber é distribuído em fatias. O próprio Jesus ensinava por meio de parábolas. Digamos, cada parábola era uma fatia de sua doutrina desfiada em “O reino dos céus é semelhante a …” Um livro, um conteúdo programático é dividido em unidades, subunidades, etc. Uma lei, em artigos. E, muitas vezes, usamos apenas um artigo da lei, uma fatiazinha, para justificar um pleito.

    Leia mais »

    Avaliar

    Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
    Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
    antonioliveira2011@live.com
    ***

    Mãe não é coração dilacerado. Melhor dizendo, mãe é um coração em pedaços. Para mim, há diferença, sim. Dilacerar é rasgar em pedaços, despedaçar, amassar. Já o ser coração em pedaços é ser distributivo, participativo, sempre presença e presente. Coração sempre capaz de consolar, pronto para perdoar e acolher, amar mesmo quando sem inteira correspondência.

     Maio. Mês das mães. Mês das noivas. Na Europa, mês das flores. Continente ao qual pertencemos, segundo Joaquim Nabuco, pelas “camadas estratificadas” do nosso espírito. É época de Páscoa. Em que pese ao momento que se vai prolongando, prolongando… de covid-19, a fazer estragos exigindo novos caminhos, novas estradas. Novas superações, novos desdobramentos. Escolas fechadas. Sem escolas infantis… Ah! Se nome de mãe gastasse… Lares de geladeira vazia, desempregos. Auxílios emergenciais de um lado; mordomias desmedidas, de outros. Turbulência política.

    Leia mais »

    Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics