Destaques
Patrocínio
Quero Summit
Facebook
Comentários

Sobre : Janguie Diniz

Nome Completo: Janguiê Diniz
Site:
Detalhes: Diretor presidente da ABMES Secretário-Executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular

Artigos do(a) Janguie Diniz:

    Janguiê Diniz
    Vice-presidente da ABMES
    Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
    Presidente do Instituto Êxito

    ***

    O anúncio da pandemia – logo com esse termo, desconhecido por muitos – causou pânico na população mundial. As mortes, mais ainda. O desespero levou a uma desnecessária corrida aos supermercados e farmácias, em busca de mantimentos. Ao mesmo tempo, aproveitadores aplicam golpes e mentirosos espalham notícias falsas, desde receitas milagrosas a recomendações em nome de órgãos públicos. Muito disso – inclusive as fatalidades – poderia ter sido evitado com apenas uma coisa: informação.

    Como Chairman de um dos maiores grupos de educação superior do Brasil, sempre vi na informação e no conhecimento chaves para tudo: resolução de problemas, desenvolvimento pessoal e profissional, enfim, para a vida em si. Em todo projeto que se pretende fazer, é preciso informação. Sem ela, nem mesmo se combate uma doença. É preciso saber por onde ir, e da melhor forma. Por isso, é preciso que tenhamos conhecimento para vencermos a guerra contra o coronavírus. Na ignorância, permanecemos à mercê dos acontecimentos, sem protagonismo algum e sem capacidade de escolha. Viramos sujeitos passivos no mundo.

    Leia mais »

    Avaliar

    Janguiê Diniz
    Vice-presidente da ABMES
    Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
    Presidente do Instituto Êxito

    ***

    A pandemia do Coronavírus, que vem numa escalada nas últimas semanas, tem causado profundas mudanças no cotidiano da população ao redor do globo. Restrições a circulação, quarentena, isolamento social: nunca se ouviu e viu tanto sobre essas ações. Para além de toda a grave questão de saúde pública, o outro grande impacto da Covid-19 tem se mostrado na economia. Ainda não é possível prever muita coisa, mas as análises já não são muito boas. É sempre possível, no entanto, se preparar para uma época de pouca movimentação.

    Com o isolamento, as pessoas têm ficado em casa, o que gera uma diminuição tremenda no consumo. Restaurantes, lojas e cinemas têm fechado as portas, alguns por tempo indeterminado, até como medida de prevenção. Como ficam, no entanto, as micro e pequenas empresas, que trabalham com caixa apertado e não podem se dar o direito de simplesmente parar? Há algumas medidas que podem ser adotadas a fim de amenizar o prejuízo. A primeira orientação das autoridades sanitárias é que as pessoas permaneçam em casa, para evitar a propagação do vírus. Cooperemos. Liberar os funcionários para trabalharem remotamente, em home office, não é dar férias coletivas, mas demonstrar preocupação com a realidade que preocupa. Muitos colaboradores precisam usar o transporte público no deslocamento entre casa e trabalho, ficando assim mais expostos eles e os colegas de trabalho. Hoje já existem diversas ferramentas que permitem a comunicação rápida e fácil a distância, como salas virtuais e aplicativos de videochamada.

    Leia mais »

    Avaliar

    Janguiê Diniz
    Vice-presidente da ABMES
    Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
    Presidente do Instituto Êxito

    ***

    Quantas vezes você já desistiu de fazer algo simplesmente porque sentiu medo? Travar completamente diante dos desafios da vida pode ser uma ação automática, mas já adianto: isso não costuma trazer muitos benefícios. Afinal, quando você trava, não avança e acaba permanecendo sempre no mesmo lugar, com um poço de dúvidas. O medo é um sentimento que vai acompanhar você durante toda a sua vida. Então, se parar para pensar, é melhor tê-lo como aliado do que como inimigo.

    Este mesmo sentimento funciona, muitas vezes, como um bloqueador e, por causa disso, as pessoas passam a associá-lo a algo negativo. Mas não é bem esse o propósito do medo. A diferença da funcionalidade dele está na maneira como você o aplica na sua vida. O mecanismo do medo é um alerta para o corpo de que algo pode estar errado, ou que determinada situação pode oferecer riscos. Ou seja, o medo nos deixa mais atentos. Por que não usar isso de forma positiva? Toda vez que sentir medo, procure analisar com cautela a situação em que está e como sair dela da melhor maneira.

    Leia mais »

    Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics