Sobre : Janguie Diniz

Nome Completo: Janguiê Diniz
Site:
Detalhes: Diretor presidente da ABMES Secretário-Executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular

Artigos do(a) Janguie Diniz:

    Janguiê Diniz
    Vice-presidente da ABMES
    Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
    Presidente do Instituto Êxito

    ***

    É muito comum, ao se ver uma pessoa de sucesso, dizer que ela teve sorte. A “sorte” só vale para quem ganha um prêmio, recebe uma herança, enfim, enriquece por fatores externos. Quando falamos em sucesso verdadeiro, vemos que a sorte não é fator determinante. Na verdade, o que se chama de “sorte” é a reunião de uma série de fatores que podem levar uma pessoa ao sucesso e à prosperidade. Essas pessoas constroem sua própria sorte.

    O primeiro elemento da “sorte” é o conhecimento. Vivemos na era da informação e do conhecimento. Nesta sociedade, a informação e conhecimento, chamados de capital intelectual, são muito mais importantes do que os recursos materiais como fator de desenvolvimento humano; considerados, inclusive, instrumentos de poder. Nesta nova era, nenhum país do mundo consegue sair de um estágio de subdesenvolvimento senão por meio da educação do seu povo, e isso só ocorre com  um investimento forte, real, eficaz e eficiente na educação. Por sua parte, quem deseja empreender e se desenvolver precisa buscar o conhecimento; nem sempre a educação acadêmica, mas estar informado, conhecer o mercado em que atua ou deseja atuar, seus concorrentes, as práticas do setor. Conhecimento é algo de que ninguém pode abrir mão.

    Leia mais »

    Avaliar

    Janguiê Diniz
    Vice-presidente da ABMES
    Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
    Presidente do Instituto Êxito

    ***
    Empreender parece ser palavra da moda atualmente. Todo mundo quer ser empreendedor – ou se intitular como tal –, criar uma empresa ou startup, desenvolver um negócio. Muita gente acaba se sentindo “na obrigação” de também entrar nessa seara. O que se ignora é que empreender não significa necessariamente ter um negócio próprio, ser dono, inventar um produto. É possível ser empreendedor dentro da empresa onde se trabalha. É o chamado intraempreendedorismo.

    O intraempreendedorismo é considerado uma modalidade do empreendedorismo. O termo foi utilizado pela primeira vez em 1985 pelo político norte-americano Gifford Pinchot e é uma versão em português da expressão “intrapreneur”, que significa “empreendedor interno”. Ou seja, intraempreendedorismo é o empreendedorismo dentro dos limites de uma corporação já em funcionamento. Ele consiste na atuação empreendedora dos colaboradores da empresa, realizada no ambiente interno da instituição, de forma criativa e inovadora, com o intuito de criar não apenas novos negócios, mas, sobretudo, outras atividades e orientações inovadoras, como o desenvolvimento de novos produtos, serviços, tecnologias, técnicas administrativas, estratégias e posturas competitivas.

    Leia mais »

    Janguiê Diniz
    Vice-presidente da ABMES
    Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
    Presidente do Instituto Êxito

    ***
    O século 21 trouxe diversas e profundas mudanças em estruturas e instituições da sociedade no mundo todo. A revolução digital, transformações sociais e políticas, mudanças nas relações de consumo e trabalho. O mundo já não é o mesmo de 20 anos atrás. Nesse contexto, uma figura que tem ganhado destaque e recebido atenção é a do empreendedor, que não surgiu agora, mas tem sido mais falada do que nunca. O termo, no entanto, ainda não é muito conhecido por muita gente.

    Se abrirmos qualquer dicionário, vamos constatar que empreendedor é aquele que faz, que executa, que realiza, que cria, enfim, que empreende e gera recursos e riqueza para uma nação. Também é considerado empreendedor aquele que se aventura na realização de coisas difíceis ou fora do comum.

    Leia mais »

Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics