Sobre : Maria Carmen Tavares

Nome Completo: Maria Carmen Tavares Christóvão
Site: http://www.proinnovare.com.br
Detalhes: Gestora educacional e de inovação com 28 anos de experiência em instituições de diversos portes e regiões, com considerável bagagem na construção de políticas para cooperação intersetorial, planejamento e gestão no ensino privado tanto na modalidade presencial quanto EAD. Atuou também como executiva em Educação Corporativa e gestora em instituições do Terceiro Setor. É mestre em Gestão da Inovação pela FEI/SP, com área de pesquisa em Capacidades Organizacionais, Sustentabilidade e Marketing. Tema de Pesquisa sobre inovação acadêmica relacionada a bacharelados interdisciplinares. Pós-graduada em Administração de Recursos Humanos e graduada em Pedagogia pela UEMG.

Artigos do(a) Maria Carmen Tavares:

    Maria Carmem Tavares Christóvam

    Maria Carmem Tavares Christóvam

    Professora Maria Carmem Tavares Christóvam

    Consultora para o Ensino Superior Particular
    ***

    Como são raros elefantes cor de rosa voando. Você Já viu algum?

    Só a torcida não decide o placar…

    Há certas coisas em relação às qual ninguém é contra, muito pelo contrário, mas nem por isso, elas deixam de ser problemáticas. Pensar em idéias básicas e diretrizes para a definição de políticas educativas para um próximo governo beira a utopia. Isso porque eficiência, qualidade, cooperação entre os setores, paz, amor, enfim, tudo o que é bom possui uma legião fanática de adeptos em qualquer quadrante da face da terra.

    Mas, entretanto, todavia, porém, contudo, se boa vontade movesse montanhas, há muito a humanidade teria reconquistado o paraíso perdido, Infelizmente, não é o que acontece. A Educação Superior Particular promove congressos, debates, reflexões, se mobiliza, expõe propostas que acabam esquecidas, pois não há a adoção de uma prática participativa par a construção de políticas públicas viáveis. Continuamos a ter que ganhar o pão de cada dia com o suor do rosto. O único senão, em meu modesto ponto de vista, é que dar duro para construir competências e articulação política, não é o melhor projeto para os órgãos competentes. Muito menos nos dias de hoje, por razões que logo discutiremos.

    Leia mais »

    Avaliar
    Maria Carmem Tavares Christóvam

    Maria Carmem Tavares Christóvam

    por Maria Carmem Tavares Christóvam *

    Educação Superior Particular em debate no III Congresso Brasileiro da Educação

    O panorama do III Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular parecia-me diferente dos anteriores desde o momento em que li a programação. Realizado no período de 15 a 17 de abril, em Florianópolis, o tema central do evento foi discutir a participação do setor privado na construção do Plano Nacional de Educação 2011/2020.

    Como nos congressos anteriores, o local abrigava muitos mantenedores, diretores, políticos e pesquisadores da área. Havia uma inquietação, uma determinação interna em cada um de nós para que saíssemos do encontro com ações palpáveis para os enfrentamentos necessários, diante da insatisfação generalizada com as atuais políticas públicas propostas pelo Ministério da Educação.

    Ao longo do evento, percebi que os presentes teriam uma visão privilegiada dos problemas de regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior particular, pois bebiam de muitas fontes e, assim, valorizavam a manifestação do discurso de cada um dos presentes.

    Leia mais »

    Avaliar
    Maria Carmem Tavares Christóvam

    Maria Carmem Tavares Christóvam

    Compiladora :
    Maria Carmem Tavares Christóvam
    é diretora da Gênesis Consultoria Educacional e consultora do Projeto Linha Direta.
    E-mail: mariacarmem@linhadireta.com.br

    O III Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular – O Setor Privado como Ator e Parceiro na Construção do Plano Nacional de Educação (PNE) 2011-2020 – foi uma excelente oportunidade para uma reflexão sobre a importância e o papel que o setor exerce em todo o território nacional, os desafios enfrentados e as alternativas a seguir para a sua consolidação.

    Vive-se ainda um Brasil de dualidade na educação: de um lado, há uma parcela da sociedade brasileira que já ingressou na chamada Sociedade do Conhecimento e, de outro, persistem diferenciais de acesso à educação, que estão a indicar a urgente necessidade de inclusão social neste campo. Nesse contexto, a educação superior particular se consolida, cada vez mais, como força viva e atuante e com um papel de relevo na geração e difusão do conhecimento.

    O Congresso encerrou-se com a decisão de transformar seus resultados na denominada Carta de Florianópolis, tendo como foco oferecer à sociedade (governo e Congresso Nacional) subsídios para a elaboração do Plano Nacional de Educação (PNE) 2011/2020.

    Assim, os dirigentes do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular, considerando as reflexões, debates e conclusões do Congresso, expressam os seguintes compromissos e expectativas:

    • Lutar pelos direitos assegurados pela Constituição Federal, especialmente os identificados com a livre iniciativa na oferta do ensino, com o pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas e com a coexistência de instituições de ensino públicas e privadas.

    Leia mais »

    Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics