Destaques
Facebook
Twitter

Sobre : Paulo-Vadas

Nome Completo: Paulo Vadas
Site:
Detalhes:

Artigos do(a) Paulo-Vadas:

    Paulo VadasPaulo Vadas
    Editor educacional do jornal online Brazil Monitor
    Professor, palestrante, escritor e consultor em educação para instituições de ensino superior no Brasil e nos EUA
    ***

    Ao debater Richard Nixon nas eleições de 1960, John F. Kennedy enfatizou que “não quero que os talentos de qualquer americano sejam desperdiçados”.

    Em outros momentos de sua campanha, ele expressou que “as crianças não têm talentos iguais ou habilidades ou  motivações iguais, mas elas devem ter o mesmo direito de desenvolver seus talentos e suas habilidades e suas motivações, fazer algo de si mesmas.”

    O que tem sido negligenciado pelas escolas e pela educação tradicional nas cinco décadas desde que as ideias de Kennedy foram proferidas, tem sido a noção de que um dos principais objetivos da educação formal é proporcionar um ambiente para as crianças desenvolverem seus diferenciais: seus talentos pessoais, naturais. .

    Leia mais »

    Avaliar

    Paulo VadasPaulo Vadas
    Editor educacional do jornal online Brazil Monitor
    Professor, palestrante, escritor e consultor em educação para instituições de ensino superior no Brasil e nos EUA
    ***

    O estruturalismo e o credencialismo da cultura brasileira são, no meu entendimento, as maiores barreiras da criatividade e da inovação.

    No Brasil é mais importante o processo da educação formal, estruturada, quantitativa e burocratizada, do que as competências qualitativas que o indivíduo desenvolveu por si próprio, em que pese a opinião do Conselho Pleno do Conselho Nacional de Educação (Parecer CNE 29/2002, CP, MEC) que assim se manifestou sobre o aproveitamento de competências: Leia mais »

    Avaliar

    Paulo VadasPaulo Vadas
    Editor educacional do jornal online Brazil Monitor
    Professor, palestrante, escritor e consultor em educação para instituições de ensino superior no Brasil e nos EUA
    ***

    A destruição dos cursos sequenciais é só um exemplo de como comportamentos, atitudes e expectativas institucionalizadas são prejudiciais à modernização da educação brasileira. Certamente, vários outros exemplos de inconstitucionalidades. Ilegalidades, e inconsistências do poder executivo poderiam ser analisados, expondo o que Anthony Downs  escreveu em seu livro “Inside Bureaucracy” (1964): “Minha teoria é baseada sobre a hipótese fundamental que oficiais burocráticos, da mesma forma que outros agentes da sociedade, são motivados por interesses próprios… Quanto mais antigo, mais o órgão burocrático desenvolve regras e regulamentos. Os objetivos dos dirigentes é o de manter e expandir a organização e não mais o de atingir o propósito original do bureau… Quanto mais velha e grande o bureau se torna, mais ele é movido pela inercia… provocada pelas regras estabelecidas, hábitos, procedimentos, e relações interpessoais internas… as grandes organizações, racionalmente, tendem a rejeitar novas maneiras e inovações…”

    As teorias de Downs se aplicam a qualquer tipo de burocracia de grandes empresas: públicas ou privadas.

    Leia mais »

    Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics