Sobre : Paulo-Vadas

Nome Completo: Paulo Vadas
Site:
Detalhes:

Artigos do(a) Paulo-Vadas:

    Paulo VadasPaul Ivan Vadas
    Professor, palestrante, escritor e consultor em educação para instituições de ensino superior no Brasil e nos EUA
    ***

    Criar, inovar, improvisar, são conceitos que, de uma forma ou outra, indicam algum tipo de mudança: alguma ruptura com o passado, alguma melhoria para o futuro, algum ajuste para o presente. Em geral, os dois primeiros conceitos têm como objetivo a melhoria da condição humana. O terceiro conceito é um “esparadrapo” que objetiva remediar algo que deu errado.

    Tanto a criação como a inovação requerem que seus protagonistas tenham mentes abertas para mudanças, pensamento crítico/analítico, capacidade de planejar, e imaginação/visão (análise das condições presentes para uma melhoria futura). Criar e inovar são características típicas de líderes, de empreendedores, e de transformadores.

    Leia mais »

    Avaliar
    Paulo VadasPaul Ivan Vadas
    Professor, palestrante, escritor e consultor em educação para instituições de ensino superior no Brasil e nos EUA
    ***

    Relatório recentemente publicado pela ABMES[1] aponta para os riscos de sobrevivência que as pequenas e médias instituições de ensino superior (PMIES) estão enfrentando e, concomitantemente, para seus efeitos negativos sobre a economia brasileira, em geral, e as economias das comunidades interioranas do País, em específico.

    O relatório, rico em informações e sugestões, expõe claramente a importância das PMIES (Instituições de Ensino Superior com menos de 3 mil alunos) tanto para a sociedade brasileira, contribuindo para o desenvolvimento social, a renda local e a fixação do jovem na região onde atuam, como para o setor da educação superior brasileira, onde elas “representam 63% do total de IES no Brasil e 67% do total de IES privadas”,[2] e para a economia brasileira, gerando uma massa salarial de R$ 4 bilhões por ano.[3]

    Nos últimos anos, no entanto, as PMIES não tem conseguido acompanhar o ritmo de crescimento das universidades públicas e privadas e centros universitários. Pelo contrário. “Entre 2008 e 2012, enquanto o total geral de instituições de ensino superior cresceu 5%, as unidades com menos de 3 mil alunos – que somam 1.419 unidades num universo de 2.416 instituições – encolheram 8%.”[4] Quais as razões desta disparidade?

    Leia mais »

    Avaliar

    Prof. Paulo Vadas

    Dezembro 2009

    Imagine o contexto. Recém chegado aos Estados Unidos, dois anos depois concluiu o High School (segundo grau) e, aos 18 anos, em função das suas notas, foi aceito (sem vestibular) e ingressou na Universidade Estadual da Califórnia, em Northridge (California State University, Northridge – CSUN). Era o ano de 1965.

    Como, mesmo sendo instituição pública, os cursos são caros (a universidade pública mais barata nos Estados Unidos é mais cara do que a grande maioria das universidades particulares brasileiras), trabalhava à noite e aos finais de semana e estudava durante o dia para pagar o valor do seu curso. No primeiro semestre, se matriculou em tempo integral: cinco disciplinas de educação geral. O trabalho, no entanto, ocupava boa parte do seu tempo e, ainda sem muita experiência em estudos universitários, foi difícil compartilhar trabalho e estudos com a carga de disciplinas em que se matriculou. Resultado: não foi muito bem – passou nas cinco disciplinas, mas com média abaixo do conceito “C” (equivalente a média 7,5 no Brasil). Foi colocado em condicional – tinha mais um semestre para levantar sua média ou seria desligado como membro do corpo discente. Um pouco arrogante, achou que seria fácil levantar sua média. Não foi. O segundo semestre, com cinco disciplinas que escolheu sem critério, foi igual ao primeiro – acabou sendo desligado da CSUN.

    Leia mais »

    Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics