Sobre : Ronaldo Mota

Nome Completo: Ronaldo Mota
Site: http://lattes.cnpq.br/7447943300478765
Detalhes:

Artigos do(a) Ronaldo Mota:

    Ronaldo Mota
    Diretor Científico da Digital Pages
    Membro da Academia Brasileira de Educação
    ***

    É da natureza da criança e do jovem o ato de experimentar. Desde levar tudo à boca e estimular todos os sentidos até explorar novos espaços e a propensão a vivenciar experiências inéditas.

    O idoso, bem como o adulto, por sua vez, tendem a, cada vez mais, fazer uso das experiências anteriores, dispensando, quando possível, agregar novos contextos, relacionamentos e demais novidades desnecessárias.

    Pertinente observar que, gradativamente, as crianças aparentam uma relativa aceleração cognitiva e de maturidade, bem como os idosos tendem, em função de uma mais larga expectativa de vida, a promover ousadias pouco comuns em gerações anteriores. As representações acima são pictóricas e generalizantes, visando unicamente destacar comportamentos típicos médios dos grupos referidos.

    Leia mais »

    Avaliar

    Ronaldo Mota
    Diretor Científico da Digital Pages
    Membro da Academia Brasileira de Educação
    ***

    No artigo anterior, “Algoritmo e tomada de decisão”, exploramos a importância da adoção do “Algoritmo dos 37%” e citamos algumas aplicações práticas. Entre elas, o problema da “escolha do assistente”.

    Neste artigo, o objetivo é detalhar um pouco mais sobre o tema, explorando detalhes e perspectivas que não foram incluídos no anterior. Em suma, afirmamos que se, a título de exemplo, você tivesse a missão urgente (tempo conta) de selecionar o melhor assistente entre 100 candidatos (esse número pode ser qualquer, quanto maior melhor), uma boa estratégia seria adotar o algoritmo citado, que inclui a “parada ótima” em 37%.

    Na prática, a receita seria: entreviste (‘olhe”), sem se decidir, os primeiros 37 candidatos e, a partir do candidato 38 escolha (“decida”) pelo primeiro que for melhor do que todos os anteriores.

    Leia mais »

    Avaliar

    Ronaldo Mota
    Diretor Científico da Digital Pages
    Membro da Academia Brasileira de Educação
    ***

    Na sua forma mais simples, define-se algoritmo como sendo uma série finita de passos necessários para realizar uma determinada tarefa. Trata-se de uma certa sequência de regras, procedimentos lógicos e raciocínios aplicados em operações que, a partir de um conjunto de dados, viabiliza solucionar classes semelhantes de problemas.

    O conceito moderno de algoritmo foi formulado em 1936 por Alan Turing, estabelecendo os marcos iniciais da ciência da computação. No entanto, a origem da nomenclatura é muito mais antiga. Alguns atribuem ao sobrenome de um matemático persa do século IX. Outros associam algoritmo à derivação da palavra raiz em árabe, origem compartilhada também pelo vocábulo álgebra.

    Para ilustrar o conceito de algoritmo, adotaremos neste texto o famoso exemplo prático conhecido como “o problema do assistente”. Este tema apareceu pela primeira vez, ainda que não com essa denominação, na Coluna de Martin Gardner, em fevereiro de 1960, na revista Scientific American. Leia mais »

    Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics