Destaques
Facebook

Sobre : Valmor-Bolan

Nome Completo: Valmor Bolan
Site:
Detalhes: Doutor em Sociologia, Diretor da Universidade Corporativa Anhanguera e de Relações Institucionais da Anhanguera e Reitor do UNIA

Artigos do(a) Valmor-Bolan:

    Valmor BolanValmor Bolan
    Professor da Unisa e ex-reitor e dirigente do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras

    Doutor em Sociologia e especialista em Gestão Universitária pela Organização Universitária Interamericana (OUI), sediada em Montreal, Canadá
    ***

    Alguns Pediatras pedem a volta das aulas presenciais no Brasil, em manifesto.  Explica Adriana Suzuki: “Elaboramos um texto com base em evidências científicas para ajudar a sociedade a refletir sobre a retomada das atividades em 2021, qual o custo/ benefício em enviar as crianças para a escola”. A preocupação é evitar uma extensão ainda maior das paralisações das aulas presenciais, tendo em vista que em outros países tem sido possível conciliar as aulas presenciais com as medidas sanitárias necessárias.  Especialmente sentem o efeito econômico danoso das aulas não presenciais  as escolas particulares. Muitas delas não têm suportado a crise e quebrado, sem poder manter as despesas com professores e funcionários há quase dez meses com as atividades paralisadas. Mesmo algumas das escolas públicas têm conseguido manter o ensino on line que garanta o cumprimento das aulas, com o conteúdo que se faz necessário. O fato é que muitos consideram 2020 como um ano perdido, forçados à aprovação automática dos alunos, sem que se saiba exatamente o que fazer no próximo ano, para evitar os transtornos ocorridos por causa da pandemia do novo coronavírus. 

    Leia mais »

    Avaliar

    Valmor BolanValmor Bolan
    Professor da Unisa e ex-reitor e dirigente do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras

    Doutor em Sociologia e especialista em Gestão Universitária pela Organização Universitária Interamericana (OUI), sediada em Montreal, Canadá
    ***

    A Câmara dos Deputados aprovou o novo Fundeb, cuja relatora é a deputada federal Professora Dorinha (DEM-TO). O Presidente da Câmara, Deputado Rodrigo Maia  conseguiu fazer a votação o quanto antes, depois de muito debate sobre a questão. Mas o governo acabou apresentando uma nova contraproposta no final de semana, o que certamente demandaria mais análises especialmente em relação aos recursos, pois o governo quer aproveitar parte dos recursos para o programa Renda Brasil. Segundo Josias Souza, da Folha de São Paulo, “O governo sugere, entre outras coisas, que a renovação do fundo vigore apenas a partir de 2022 e que 5% das verbas federais — coisa de R$ 6 bilhões — sejam deslocados para o Renda Brasil, programa assistencial que vai substituir o Bolsa Família. Essa proposta tem um aroma eleitoral, não educacional”. Na verdade, o ministro da Economia Paulo Guedes assumiu o protagonismo na discussão do Fundeb (por parte do governo), esvaziando assim a liderança do recém-empossado Ministro da Educação, Milton Ribeiro (acometido pela Covid 19).

    Leia mais »

    Avaliar

    Valmor BolanValmor Bolan
    Professor da Unisa e ex-reitor e dirigente do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras

    Doutor em Sociologia e especialista em Gestão Universitária pela Organização Universitária Interamericana (OUI), sediada em Montreal, Canadá
    ***

    Assim que foi nomeado como novo ministro da Educação, a mídia divulgou alguns vídeos de Milton Ribeiro, pastor presbiteriano da sua concepção sobre família e sexualidade, com o intuito de desqualificá-lo.  Na verdade, o vídeo mais chocante foi o que ele defende o castigo físico na educação de crianças, chegando inclusive a recomendar, em alguns casos, a dor física. É óbvio que isso chocou a muitos, especialmente as mães, independente de matiz ideológica à esquerda ou à direita.

    O recém-nomeado Ministro apagou os vídeos originais, mas já havia sido feitos download e divulgados em vários sites. Deputados e senadores repercutiram com certo ceticismo a indicação do novo ministro, por parecer que o critério da escolha tenha sido a sua base religiosa, de origem calvinista, e isso preocupa. Espera-se que ele não fira a laicidade das escolas públicas, manifestaram alguns parlamentares, e que tenha capacidade de diálogo. O novo ministro publicou uma nota falando em “pacto nacional” pela educação, e de que a hora de que todos os segmentos da sociedade estejam unidos no esforço pela educação com qualidade no País.

    Leia mais »

    Avaliar
Números do Ensino Superior

Quer contribuir para o blog da ABMES?

Envie seu artigo para o e-mail comunicacao@abmes.org.br com nome completo, cargo e foto e aguarde nosso contato!

Categorias
Autores
Arquivos