Destaques
Patrocínio
Facebook

Arquivo da categoria ‘Avaliação e regulação’

Print Friendly, PDF & Email

Sólon Hormidas Caldas
Diretor Executivo da ABMES – Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior
***

O corte de recursos e as reestruturações feitas pelo governo federal no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), associadas à escassez de empregos e ao aprofundamento da crise econômica que assola o país desde 2014, impactaram diretamente nas políticas públicas de financiamento do ensino superior no Brasil. O resultado desta combinação foi a menor taxa de contratação do Fies desde 2010, quando o programa adotou o modelo atual.

Segundo levantamento da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), apesar da promessa de incluir 310 mil novos alunos em 2018, apenas 81 mil contratos foram efetivados, ou seja, pouco mais de 26% da meta. Nem as 100 mil vagas na modalidade governamental, com juro zero, foram preenchidas devido ao alto grau de exigências das atuais regras.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Ronaldo Mota
Membro do Colegiado da Presidência da ABMES
Chanceler do Grupo Estácio
***

O Plano Nacional de Educação (PNE) estabelece diretrizes, metas e estratégias para os próximos dez anos da educação brasileira. Sendo lei (Lei no 13.005, de 25 de junho de 2014), cabe ao Governo e à sociedade respeitá-la e envidar todos os esforços para transformá-la em realidade.

No entanto, a quase totalidade dos estudiosos reconhece que algumas de suas metas, infelizmente, não serão cumpridas. O foco deste texto é, especificamente, a Meta 12, a qual se refere a elevar a taxa bruta de matrículas na educação superior para 50% e a taxa líquida para 33%, tendo como referência a população de 18 a 24 anos, assegurado que, pelo menos, 40% das novas matrículas sejam no segmento público.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Paulo CardimPaulo Cardim
Reitor da Belas Artes e Presidente da Conaes
Blog da Reitoria, publicado em 3 de dezembro de 2018
***

Em 2016, assumi as funções de membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior, a Conaes, órgão colegiado superior do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, o Sinaes, instituído pela Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004. Um mandato de três anos, “escolhido entre cidadãos com notório saber científico, filosófico e artístico, e reconhecida competência em avaliação ou gestão da educação superior”, nos termos do inciso VII, art. 7º da referida lei.

Em 2017, tive a honra de ser conduzido, pelos meus pares, à Presidência da Conaes e reconduzido, em 2018. Encerrou-se, no último dia 30, o meu mandato como membro desse egrégio colegiado. Todavia, acabo de ser reconduzido, pelo ministro em exercício, Henrique Sartori de Almeida Prado, para mandato de mais três anos pela Portaria nº 1.265/2018, datada de 28 de novembro de 2018. Sinto, agora, mais pesada responsabilidade, tendo em vista a mudança dos rumos da educação brasileira, anunciada pelo presidente eleito Jair Messias Bolsonaro, a partir de 1º de janeiro vindouro, e os primeiros pronunciamentos do futuro ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, professor de Filosofia, mestre em Pensamento Brasileiro pela PUC-RJ, doutor em Pensamento Luso-Brasileiro pela Universidade Gama Filho e pós-Doutor pelo Centro de Pesquisas Políticas Raymond Aron, de Paris, com ampla experiência docente e de gestão acadêmica. É, ainda, professor emérito da Escola de Comando e Estado Maior do Exército.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics