Arquivo da categoria ‘Avaliação e regulação’

Dra. Aparecida do Carmo Frigeri Berchior
Pró-Reitora Acadêmica do Centro Universitário UNIFAFIBE
*** 

A Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004, que cria o SINAES – Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, está próxima de completar uma década e, como as demais legislações emitidas para este nível educacional, chegou atropelando as instituições de ensino superior. Porém, a iniciativa privada, mesmo que detenha mais de 73% (2011, INEP, p.3) das matrículas deste nível de ensino, aceita e adapta-se rapidamente às constantes mudanças dadas por governos. E o sonho do marco avaliativo do SINAES, no Brasil, transformou-se, com o passar dos anos, em uma antropofagia regulatória, em nome da “qualidade”. As fragilidades da educação pública inicial não são consideradas, ao se processarem avaliações no final do ciclo educacional, esquecendo-se que um aluno passa, no mínimo, 11 anos escolarizado e chega à graduação com necessidade de mecanismos de nivelamento, a fim de sanar deficiências nas áreas de conhecimento próprias da educação básica.

Leia mais »

Avaliar
Sabine Righetti
Folha de S.Paulo
Publicado originalmente em: http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2013/09/1346869-abecedario-no-boicote-dos-alunos-ao-enade-quem-se-prejudica-sao-as-escolas.shtml
***

Em nota ao MEC, um fórum de representantes do ensino superior pede que Enade (prova do governo federal que avalia o desempenho dos alunos de graduação) e Enem (que avalia os estudantes do ensino médio) tenham a mesma importância. Assim, os alunos que boicotarem o Enade sairiam prejudicados (leia sobre a nota aqui).

Não são poucas as instituições de ensino superior que entram em contato com a Folha para reclamar do Enade.

O problema não é ser avaliado, dizem. A questão é o modo como a coisa é feita. Se os alunos deixarem a prova do Enade em branco, a instituição zera na avaliação — e é taxada como uma escola de má qualidade.

Leia mais »

Avaliar
*Profa. Dra. Sezimária de Fátima Pereira Saramago
Diretora de Avaliação Institucional da Universidade Federal de Uberlândia, no período de 2010 a maio de 2013
***

Para a Universidade Federal de Uberlândia, a avaliação e o acompanhamento do desenvolvimento institucional são entendidos, além de qualquer exigência legal, como um fator fundamental para a garantia da qualidade de sua atuação, de seu crescimento e de sua sobrevivência futura.

Para a instituição, a partir de uma cultura de avaliação contínua, rigorosa e sistemática, que leve em consideração as expectativas da sociedade e as relações que se estabelecem entre esta e a missão da Instituição, é possível conhecer os avanços conquistados e estabelecer os patamares que se pretende atingir a curto, médio e longo prazo.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics