Destaques
Patrocínio
Facebook

Arquivo da categoria ‘Avaliação e regulação’

Adriano CoelhoAdriano Coelho
Consultor da Hoper Educação
***

E finalmente temos o resultado do Enade 2017. Dado o tardio tempo de divulgação dos resultados pelo Inep/MEC, muito próximo aos insumos para cálculo de CPC (Percepção Discente e Corpo Docente), poucos pararam para discutir o que representa os resultados Enade e estão debruçados na conta CPC a partir dos insumos oficiais divulgados.

E é bom o fazer porque as notas Enade não são satisfatórias.

Muito embora nas médias padronizadas tivemos um crescimento de 3,6% de 2014 para 2017 conforme tabela abaixo, são outras análises mais específicas que demandam nossa especial atenção. Leia mais »

Avaliar

Paulo CardimPaulo Cardim
Reitor da Belas Artes e Presidente da Conaes
Blog da Reitoria, publicado em 22 de outubro de 2018
***

O art. 205 da Constituição determina que a educação visa “ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”. E o art. 206 estabelece entre os princípios da educação, em todos os níveis, a “garantia de padrão de qualidade”.

Os caminhos da aprendizagem, na educação superior brasileira, ainda são tortuosos para jovens e adultos que desejam essa formação de qualidade, em particular, para o exercício de profissões. A avaliação de qualidade da educação superior ainda não atende satisfatoriamente a todos os indicadores que podem expressar a real qualidade de um curso e de uma instituição de educação superior (IES).

Leia mais »

Avaliar

Gabriel Mario Rodrigues2Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

“Sete de cada dez alunos do 3º ano do ensino médio têm nível insuficiente em português e matemática. Entre os estudantes desta etapa de ensino, menos de 4% têm conhecimento adequado nestas disciplinas” (G1)

No início do mês (4/9), o jornal O Estado de S.Paulo publicou matéria dos jornalistas Renata Cafardo, Victor Vieira e Luiz Fernando Toledo destacando que as escolas particulares de ensino básico não melhoraram seu desempenho segundo avaliação do Ministério da Educação (MEC). A rede pública saiu-se melhor. Somente 23% das particulares atingiram as metas de qualidade enquanto entre as públicas o índice foi de 42%.

Em São Paulo, o ensino privado não teve o rendimento previsto tanto no fundamental como no médio, segundo o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado no dia 3 de setembro (Entenda o Ideb).

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics