Destaques
Patrocínio
Facebook

Arquivo da categoria ‘Comportamento’

Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Vovó Isa não tinha mais o que inventar para distrair nossa netinha de quatro anos. Aí, então, inventou mais um teatrinho: O Sol e a Lua. Elisa escolheu ser o Sol. Enquanto cada uma improvisava coreografia e texto, ensaio valendo como interpretação, fiquei pensando nesse fenômeno de todo dia, de toda noite. Do dia e da noite, de noite e de dia. Todo dia renasce o Astro Rei. Não apenas no seu dia, Sontag, Sunday…

Fez-se tarde. Fez-se manhã. Primeiro dia da criação. Exista a luz. “Fiat lux.” A luz era boa e bela. Foi separada das trevas. A luz, “dia”; as trevas, “noite”. O dia, para os egípcios, começava pelo ocaso; para os persas, com o nascer do Sol; para os atenienses, a partir da sexta hora do dia; segundo os romanos, à meia noite. Hora do galicínio, galicanto, hora matutina em que os galos cantam. Antes que o galo cante três vezes, tu me negarás, disse Jesus a Pedro. E assim se deu. O que de melhor que a luz? Então, seja luz! Vós sois a luz do mundo. “Licht, mehr Licht”, Luz, mais luz, últimas palavras atribuídas a Goethe. O mito da caverna de Platão só admitia claridade fora da caverna.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Eduardo Viana
Jornalista e produtor audiovisual da ABMES
***

Foram 15 dias, sete cidades, frio, calor e fuso horário invertido. O objetivo era conhecer e estreitar laços com instituições de ensino do país mais promissor da atualidade. Honrado, recebi a missão de realizar a cobertura cinematográfica da 3ª Delegação ABMES Internacional – China Experience.

 As cerca de 20 horas de voo e a estranha sensação de só ter oceano abaixo dos pés valeram cada segundo, cada frio na barriga. Depois de muita incerteza a respeito do acesso à comunicação, dos hábitos alimentares, da qualidade do ar, das filas, a China se mostra uma grata e colorida surpresa. Claro que as restrições existem e, obviamente, “pegam” muito mais para os chineses do que para turistas, mas, por onde andamos, as cidades encheram os olhos por sua organização, limpeza e beleza no tratamento de seus espaços. Canteiros que percorrem, com impecáveis azaleias, extensos elevados, do início ao fim. Rodovias bordeadas por roseiras frondosas, por onde milhares de motoristas e transeuntes podem limpar a vista e seguir viagem.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

“Como será o amanhã?
Responda quem puder.
O que irá me acontecer?
O meu destino será como Deus quiser.”
(João Sérgio[1])

Eles acordam cedo e vestem quase roupas idênticas. Passam o dia cercados por muros altos e compartilham as mesmas quatro paredes com mais outras 30 pessoas (quando não há superlotação), sempre obedientes às ordens de superiores. Quando soa um sinal, podem ir ao pátio divertir-se, tomar alguns minutos de sol e comer alguma coisa. Não, essa não é a descrição do dia a dia de presidiários. É assim que vivem milhares de alunos por este mundo afora, do maternal à universidade.

Esse modelo não tem mais lugar num ambiente onde a globalização, os avanços científicos e tecnológicos e a intercomunicação sob várias formas tornam o ritmo do ambiente frenético, dificultando a clareza e o entendimento da situação e prejudicando a identificação de ameaças para neutralizar, ou pelo menos minimizar, riscos e desafios para preparar as pessoas para o futuro.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics