Destaques
Facebook
Twitter

    Sorry, no Tweets were found.

Arquivo da categoria ‘Evasão’

Print Friendly, PDF & Email

Oscar Hipólito
VP Acadêmico da Laureate Brasil
Murilo Garcia Santos
IT Trainee- Laureate Brasil
***

A taxa de evasão na educação superior brasileira, um dos problemas persistentes nas instituições de ensino, continua registrando média anual acima dos 25%. A questão é que esse contingente representa cada vez mais uma quantidade maior de estudantes fora do sistema, causando prejuízos de diferentes montas. Enquanto em 2011 eram 1.012.182 estudantes evadidos, no ano de 2017 a taxa de evasão correspondia a 1.818.838 alunos, um aumento de 80% em apenas 6 anos. Isso significa que, em média, perde-se a cada 4 anos um volume de alunos correspondente ao total de matriculados de cada instituição de ensino superior.

Segundo o último Censo do Ensino Superior publicado no final de 2017 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é possível apontar que 26,4% dos alunos evadiram do sistema por desistência, abandono ou trancamento de matrícula. A taxa média de evasão anual dos alunos que cursam graduação presencial, 22,1% além de permanecer praticamente inalterada ao longo dos anos, mostrou-se bem inferior à taxa dos estudantes que cursam ensino a distância, que atingiu a marca de 45,9%.  Utiliza-se como cálculo básico do percentual de alunos evadidos a comparação entre o número de alunos que estavam matriculados em um determinado ano, subtraídos os concluintes, com a quantidade de alunos matriculados no ano seguinte, subtraindo-se deste último o total dos ingressantes desse ano. Assim, mede-se a perda de alunos de um ano para outro: a evasão anual. (Silva Filho, R.L.L et al. A evasão no ensino superior brasileiro. Cadernos de Pesquisa, v.37, n. 132, p.641-659, 2007)

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Roberto Leal Lobo e Silva Filho
Estadão, publicado em 29 de julho de 2018
***

A procura pela formação superior, geradora da oferta de novas vagas, principalmente no setor privado, tem se mostrado extremamente volátil nos cursos de Engenharia, tanto quanto a demanda nacional por engenheiros.

Uma pequena variação do PIB Industrial é capaz de ser replicada e multiplicada na demanda por engenheiros. Esse fato foi demonstrado muito claramente em pesquisa realizada há alguns anos pela Confederação Nacional da Indústria – CNI. Não é difícil entender o fenômeno. O investimento empresarial depende das perspectivas econômicas no futuro próximo e alguns estudos revelam que para cada milhão de dólares investidos há necessidade de mais um engenheiro no mercado.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Janguiê Diniz
Diretor presidente da ABMES
Reitor da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau

Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
***

No Brasil, o sistema educacional é um dos dois únicos com verbas constitucionalmente garantidas. O Governo Federal, obrigatoriamente, tem que gastar 18% da receita líquida, pouco mais de 5% do PIB, com o setor. Já os governos estaduais e municipais precisam destinar 25% da receita, sob pena de responderem nos termos da Lei de Responsabilidade Fiscal. O outro sistema que tem verba obrigatória e vinculada é o da saúde, com 13,2% da receita líquida. Apesar disso, a educação brasileira passa por inúmeras crises, tanto no ensino básico (infantil, fundamental e médio) quanto no superior, e até no pós-superior.

A crise de eficiência decorre de vários problemas, sendo os mais graves a repetência e a evasão escolar, seguidos pelo analfabetismo e má qualidade de ensino e infraestrutura. Apesar de aproximadamente 95% de nossas crianças terem acesso à escola, os índices de repetência e evasão são altíssimos, os maiores da América Latina, perdendo até mesmo para países como o Paraguai e a Bolívia. Entre o sexo feminino, a taxa se aproxima de 18%, enquanto com os meninos atinge 25%. A média fica em torno de 21%. Países como a Rússia, a China e a Coreia do Sul possuem alguns dos menores índices do mundo com, respectivamente, 0,8%, 0,3% e 0,2%, sendo este o mais baixo do planeta. Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics