Destaques
Facebook

Arquivo da categoria ‘Evasão’

Milena Fiuza
Gerente pedagógica do Sistema Positivo de Ensino
***

De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o fechamento das escolas tem causado consequências adversas. As perturbações resultantes desse movimento acentuam as disparidades já existentes nos sistemas educacionais, além de afetarem outros aspectos fundamentais da vida. Em recente publicação sobre o tema, a Unesco aponta itens sob a ótica da Educação que foram especialmente atingidos. São alguns deles: aprendizagem efetiva interrompida, agitação e estresse para professores, pais despreparados para a Educação remota, desafios na criação e manutenção do ensino não presencial, altos custos econômicos e aumento das taxas de abandono escolar.

Leia mais »

Avaliar
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES)
***

O berço da desigualdade está na desigualdade do berço. Ao nascer, cada criança começa seu longo caminho à desigualdade. Quando nascem, alguns começam a comer, outros não; a seguir, alguns vão cedo para a escola, outros não; depois, alguns frequentam-na irregularmente, ou a abandonam antes de concluir o ensino médio, ou o concluem com péssima qualidade; enquanto isso, outros ficam na escola por 20 anos, do pré-primário até o final da universidade. (Prof. Cristovam Buarque, do livro “Sou insensato”)

 Num país com enormes questões para serem resolvidas e com planos e soluções que dormem há decênios nas gavetas governamentais, tudo demanda ações urgentes. As desigualdades de classes sociais foi o mais visível problema brasileiro evidenciado pela pandemia. São mais de 63 milhões de brasileiros que precisam urgentemente d ajuda para sobreviver e isso e um catástrofe. Saúde, saneamento, moradia, urbanização, trabalho e educação não podem permanecer como estão, precisam de ações emergências urgentes e fortes para que não se perca uma geração inteira.

Leia mais »

Avaliar

Sólon Caldas
Diretor executivo da ABMES
***

Em agosto de 1982 começavam os primeiros capítulos de um sonho: promover o fortalecimento e a expansão da educação superior no Brasil com a criação da Associação Brasileira de Mantenedores de Ensino Superior (ABMES). Ao longo desses 38 anos, todos aqueles que fazem parte desta história se empenharam no desenvolvimento da educação brasileira, colaborando com políticas públicas, debates importantes para ampliação e democratização de acesso, em especial, dos estudantes com menor renda.

Os números são ótimas expressões para ilustrar essa trajetória. No início da década de 1980, universidades, centros universitários e faculdades particulares já representavam 70% das instituições de nível superior no país e eram responsáveis por formar 61% dos alunos, dando sinais de maturidade suficiente para expansão. O salto foi inevitável e, atualmente, 88% das instituições são particulares e cerca de 75% dos estudantes brasileiros estão matriculados nelas.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior

Quer contribuir para o blog da ABMES?

Envie seu artigo para o e-mail comunicacao@abmes.org.br com nome completo, cargo e foto e aguarde nosso contato!

Categorias
Autores
Arquivos