Arquivo da categoria ‘Financiamento Estudantil’

Gabriel Mario Rodrigues 1Gabriel Mario Rodrigues
Presidente da ABMES e Secretário Executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular
***

“(…) se em nossa sociedade nada mudar nos próximos 100 anos, o futuro estará a 100 anos de distância. Entretanto, se as coisas mudarem da maneira prevista nas próximas décadas, o futuro estará próximo.” (Peter Thiel)

Cid Ferreira Gomes, engenheiro civil e ex-governador do Ceará, é o novo ministro da Educação do Brasil. Tendo em vista este fato, a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) deseja, nesta primeira mensagem do ano de 2015, cumprimentá-lo pela nomeação e, ao mesmo tempo, augurar-lhe êxito na sua gestão. Deseja ainda que Cid Gomes seja capaz de formar uma equipe de colaboradores experientes, orientados por uma visão clara sobre o papel da educação no “futuro aberto” do país, para usar uma expressão feliz do escritor Guimarães Rosa.

Leia mais »

Avaliar
Celso da Costa Frauches
Consultor educacional da ABMES
***

A Lei nº 9.384, de 1996, a LDB, dedica o Título VI aos “Profissionais da Educação”, considerando entre esses os “em efetivo exercício e tendo sido formados em cursos reconhecidos”, na forma da redação dada pela Lei nº 12.014, de 2009, que alterou vários dispositivos desse Título. São eles:

 I.  professores habilitados em nível médio ou superior para a docência na educação infantil e nos ensinos fundamental e médio;
II.  trabalhadores em educação portadores de diploma de pedagogia, com habilitação em administração, planejamento, supervisão, inspeção e orientação educacional, bem como com títulos de mestrado ou doutorado nas mesmas áreas;
III.  trabalhadores em educação, portadores de diploma de curso técnico ou superior em área pedagógica ou afim.

Leia mais »

Avaliar
Gabriel Mario Rodrigues 1Gabriel Mario Rodrigues
Presidente da ABMES e Secretário Executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular
***

A mudança que a maioria deseja é muito fácil de enunciar: melhores serviços públicos, de educação, saúde, mobilidade urbana, segurança e por aí vai. Tão fácil de enunciar como difícil de implementar. Se fosse fácil, todos os governantes dos últimos 500 anos já teriam atendido o clamor popular. (Clóvis Rossi)

A presidente reeleita, Dilma Rousseff, já tem uma diretriz a obedecer – as metas estipuladas pelo Plano Nacional de Educação (PNE, 2014/2023). Para tanto, precisará priorizar ações que visem ao desenvolvimento da educação brasileira. Há uma expectativa unânime no país em relação à melhor qualificação de recursos humanos em nível superior que só poderá ser conseguida com a melhoria do educação básica (educação infantil, ensino fundamental e ensino  médio). Tal conquista permitirá que estudantes bem formados possam almejar desempenhos satisfatórios no mundo acadêmico e no mercado de trabalho.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics