Arquivo da categoria ‘Financiamento Estudantil’

Antonio Carbonari Netto2

Antonio Carbonari Netto*
O Nortão, publicado em 03 de março de 2016
***

Embora o Enem destine-se à avaliação do Ensino Médio, os seus resultados em 2015, com 53 mil alunos zerando na redação e queda da nota em três das quatro áreas do conhecimento, implicam importante lição para as universidades. Afinal, elas herdam anualmente um problema crônico do ensino brasileiro, que é a má qualidade da escola pública e o melhor nível das particulares nos ciclos da Educação Básica, gerando uma distorção: majoritariamente, os que podem pagar colégios privados ingressam nas instituições públicas de Ensino Superior; os remanescentes das redes públicas vão para as particulares, normalmente tendo de trabalhar de dia para custear as anuidades, estudando à noite.

Foi essa realidade distorcida que me levou a repensar o modelo da universidade privada no Brasil e propor em termos práticos a sua transformação, ministrando Ensino Superior de qualidade, com foco preciso na formação de profissionais e pessoas capazes de desempenhar múltiplas ocupações no mercado de trabalho, a um preço que numerosas famílias e jovens brasileiros podem pagar. Ou seja: faculdade boa e barata e, portanto, realmente transformadora das vidas dos estudantes. Inclusive, em muitas situações, ministrando conteúdo, no período inicial, que contribui para o resgate do conhecimento básico perdido ou mal assimilado no Ensino Médio.

Leia mais »

Avaliar

Paulo CardimPaulo Cardim
Reitor da Belas Artes e Diretor-Presidente da Febasp Membro do Conselho da Presidência da ABMES
Blog da Reitoria, publicado em 1º de fevereiro de 2016
***

2015 foi um ano difícil para todos: sociedade, governos, organizações sociais e educacionais, da livre iniciativa e públicas, e as empresas de todos os portes. Os programas sociais governamentais sofreram cortes substanciais, especialmente, o Fies e o Pronatec, este um forte componente do marketing eleitoral da presidente Dilma Rousseff, em sua campanha de 2014. O Congresso Nacional concluiu o ano de 2015 sem aprovar o ajuste fiscal pretendido pelo Executivo para, pelo menos, minorar as aperturas orçamentárias e financeiras do governo federal. Governantes estaduais também passaram por problemas sérios nessa área. E a inflação alcançou os dois dígitos, muito além da meta governamental – 4,5%. Uma horrível crise financeira e moral que nosso país está vivendo.

2016 tem início ainda sob esse cenário incerto para todos.

Mas o Brasil continua em sua marcha, apesar desses tropeços, provocados pela ganância de poder e de dinheiro de alguns, mas de alguns que têm influência nessas duas áreas – poder e finanças – na área privada e pública.

Leia mais »

Avaliar

Fernando LeãoFernando Leão
Consultor na área educacional
Profissional atuando há mais de 20 anos no Cargo de Gestão, tendo passado por grandes grupos educacionais, tais como: Rede Salesiana de Escolas (atuado como Diretor Executivo) e Grupo São Camilo (atuado como Diretor Geral da Mantenedora)

***

Nos últimos anos, observamos cada vez mais o crescimento do financiamento público nas Instituições Privadas, aumento com isso a dependência financeira das IES em relação ao Governo Federal.

Desde o início de 2015, o Governo vem alterando as regras do Fies, limitando os cursos que terão direito a este financiamento e também instituindo pontuação mínima de 450 pontos no Enem para que o aluno possa concorrer a este benefício. Para 2016 novamente as regras foram alteradas, dificultando ainda mais o acesso a este benefício pelos alunos que desejam concorrer a este financiamento público.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics