Destaques
Facebook

Arquivo da categoria ‘Geral’

Harry Fockink

Harry Fockink

Harry Fockink

Que a educação brasileira é ruim todo cidadão sabe. O que não se parece saber é quão fundo é o poço no qual se meteu o ensino. Essa é a função do livro Educação Básica no Brasil: Construindo o País do Futuro, que contém textos de especialistas de diferentes áreas no assunto. O poço é bem profundo, segundo um dos organizadores do livro, Samuel Pessôa. “Nosso grande erro no século XX foi não ter dado atenção à educação”, afirmou o organizador, durante o jantar de lançamento do livro promovido pelo Instituto Millenium.

O livro mostra que o ensino básico só começou a receber alguma atenção há 15 anos, com as primeiras políticas de incentivo à matrícula. O FUNDEF — que fazia o repasse do governo federal aos estados, com base no número de alunos matriculados — foi o primeiro, mas depois vieram o Bolsa Escola, a transformação do FUNDEF em Fundeb e a criação do Bolsa Família. Com esses programas, o Brasil praticamente universalizou o ensino para crianças de 7 a 14 anos e colocou 80% dos jovens de 15 a 17 nas salas de aula.

Leia mais »

Avaliar
Roney Signorini

Roney Signorini

Prof. Roney Signorini **
Colaboração Profa. Abigail França Ribeiro

* Está no Aurélio que o verbete, dentre outras colocações, se presta a confirmar, aprovar. Justificar ou relevar (falta no cumprimento do trabalho).

A questão se arrasta, sobretudo na imprensa nacional, negativamente quanto ao uso semântico equivocado, a respeito da figura do ABONO, em especial, das ausências de alunos durante um curso.

É comuníssimo se ouvir de aluno que ele deseja o “abono” das faltas, que se deram em razão de diversos motivos como por razão de trabalho, por doença, por morte em família, por desordem ou comoção social, greve de transporte, enchentes, doação de sangue, participação em certames esportivos e por aí vai.

E as coordenações ou secretarias de cursos, nem sempre, nem todas, têm à mão o respaldo legal da negativa ao requerimento do interessado.
Leia mais »

Avaliar

(continua)

Celso da Costa Frauchescelso@ilape.edu.br

Uma proposição incorreta é forçosamente falsa, mas uma proposição correta não é forçosamente verdadeira. (Kant)

Celso da Costa Frauches

Celso da Costa Frauches

A Portaria MEC nº 821/2009, que define procedimentos para avaliação de instituições de educação superior (IES) e cursos de graduação no âmbito do 1º Ciclo Avaliativo do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), estabelece, no art. 4º, o seguinte critério para o cálculo dos Insumos do Conceito Preliminar de Cursos (CPC), instituído mediante portaria ministerial (Portaria Normativa nº 40/2007, art. 35):
Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior

Quer contribuir para o blog da ABMES?

Envie seu artigo para o e-mail comunicacao@abmes.org.br com nome completo, cargo e foto e aguarde nosso contato!

Categorias
Autores
Arquivos