Destaques
Patrocínio
Facebook

Arquivo da categoria ‘Gestão Educacional’

Rafael Villas Bôas
Consultor de Marketing Associado na Atmã Educar & Editor do Blog www.marketingeducacional360.com.br
***

Os Market Places são uma provocativa e recente realidade no marketing educacional. Já são muitos com condições distintas e – claro – com entregas proporcionais. Alguns pequenos cobram menos pelos seus serviços outros maiores cobram mais pelo resultado que entregam.

Estive reunido esses dias com um executivo de um grande Market Place que me abriu algumas das novas orientações da empresa para o futuro. Me disse que a empresa fatura – cobra – 3% de fee do faturamento das instituições e quer cobrar 10% (a partir de uma cesta adjacente de serviços que vem implantando em algumas empresas).

Leia mais »

Avaliar

Liana Merladete
Relações Públicas, Mestre em Tecnologias Educacionais em Rede
Gestora do Programa de Inovação e Cultura Educacional e do Núcleo de Webcidadania da FADISMA
***

Nos meus estudos e prática profissional, eu tenho sido até insistente ao destacar que, ao meu ver, escutamos, falamos, vemos e sentimos, não como outrora, mas sobretudo devido a estarmos todos conectados, o tempo todo. Seguimos, curtimos e compartilhamos – adoramos e refutamos também – causas, pessoas, ideias e muitos mais, afinal.

Eu já disse aqui, na minha dissertação, na época do mestrado, para alunos ou clientes que não são mais só as notícias na seara da Tecnologia da Informação e da Comunicação – e também não são mais, há muito, somente os profissionais dessas áreas – que apontam o crescimento e o impacto constantes das redes sociais virtuais. Ou melhor, a revolução delas, oriunda de um enorme emaranhado que pulsa em torno da magnitude da internet, da navegabilidade, interatividade, usabilidade, funcionalidades e muito, mas muito mais, que ela propicia.

Leia mais »

Avaliar

Celso Niskier
Diretor presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES)
Reitor do Centro Universitário UniCarioca
***

A imagem da professora brandindo a palmatória não sai da cabeça: “Menino que não aprende merece apanhar!”. Quem já passou por essa experiência assustadora? Não faz muito tempo, acreditava-se que a melhor forma de garantir a motivação dos estudantes era através de ameaças de violência física, ou de humilhação. Colocar o chapéu de “burro” e ficar no canto, de costas, seria a forma de evitar a preguiça nos estudos.

Hoje sabemos que cada aluno é único em seu potencial de aprender, e o professor sábio deve ter paciência e saber adaptar sua estratégia de ensino às necessidades individuais de cada um. Mais do que isso, deve-se construir um ambiente em sala de aula que incentive a tolerância, a cooperação e a diversidade intelectual e social. Simples assim? Aí é que mora o perigo…

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics