Arquivo da categoria ‘Inovação’

Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

As empresas precisam adotar um modelo de atuação exponencial para evitar a falência como a americana Kodak, pioneira na indústria da fotografia. “A ideia é que a empresa tenha sistemas exponenciais ligados a ela que vão inovar e não a nave-mãe.” (Salim Ismail – Revista Exame)

Alguns amigos disseram que não viram “nada mais significativo do que todos já sabem” no livro de Alfons Cornella e Lluis Cubota que venho comentando. O mais importante na visão dos autores é como educar humanos num mundo de máquinas inteligentes e sua justificativa é a de “não haver mais sentido treinar os jovens em tarefas que as máquinas podem fazer”. Este é o grande desafio que poucos perceberam de que a educação precisa preparar-se para enfrentar a realidade do mundo da Inteligência artificial.

Leia mais »

Avaliar

Ronaldo Mota
Diretor Científico da Digital Pages
Membro da Academia Brasileira de Educação
***

Em tempos difíceis de interpretar o presente, muito mais complexo palpitar sobre o futuro. Mesmo assim, inevitável pensar sobre a aprendizagem que as experiências em curso nos deixarão, enquanto legado, para o amanhã.

Um sumário abreviado, imaginariamente feito no futuro, ressaltará que desprezamos alertas claros sobre a irresponsabilidade do consumo de animais exóticos, reservatórios de vírus, cujos resultados no organismo humano desconhecemos.  Para quem não sabe, em 2007, um grupo de cientistas chineses fez um grave alerta sobre o tema em artigo publicado na American Society for Microbiology.

Da mesma forma, haverá uma consciência bem mais ampla sobre a loucura de elegermos governantes que claramente desprezam ciência, educação e cultura. Trata-se, em qualquer lugar do mundo, de um tiro no pé, na perna, no corpo e, especialmente, na alma. Portanto, terá ficado evidente não comer pangolins ou eleger despreparados.

Leia mais »

Avaliar
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

“As escolas estão instruindo os jovens para serem redundantes, ou seja, estamos ensinando coisas que não lhes serão necessárias. Um sistema de memorizações e provas está esmagando o instinto dos jovens para aprender e está destruindo seu futuro.” George Monbiot[1]

Uma gripezinha vagabunda, que começou ainda ninguém sabe como (vale leitura), virou esta pandemia que anda matando milhares de pessoas pelo mundo e destroçando a economia dos países. Pegando todos os governos sem planos imediatos para combate-la e, o pior, sem diretriz alguma para mitigar o problema. No Brasil, todos despreparados e desunidos para vencer o desafio, em razão de credos políticos e crenças incapazes de conciliação.

Agora, para destruir o mundo, basta qualquer Inteligência Artificial (IA) gerenciada por mentes criminosas criar um supervírus e distribui-lo pelo planeta. Precisamos nos preparar e daqui para a frente o mundo vai ficar dividido entre os algoritmos do bem, dos que acreditam num mundo solidário, e algoritmos   do mal, que desejam sua desestabilização. E o processo educacional em todos os graus decorrente desta nova realidade cada vez mais vai precisar se aperfeiçoar para lidar com as máquinas e tê-las como parceiras, para que a raça humana possa se desenvolver harmoniosamente.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics