Destaques
Facebook
Twitter

Arquivo da categoria ‘Inovação’

Print Friendly, PDF & Email
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***  

“No Brasil, a maior parte dos educadores que trabalham na administração pública e também na ‘frente de batalha’, ou seja, nas escolas, tem uma formação fundamentalmente humanística, essencial para a compreensão da educação, mas insuficiente para o atendimento das demandas de aprendizagem para a vida em sociedade neste milênio.” (Ramon Cosenza e Leonor Guerra)

Na maioria dos países desenvolvidos, a quarta revolução industrial já começou. Nela as decisões no chão de fábrica são tomadas pelas próprias máquinas, que, interconectadas e a partir de informações fornecidas em tempo real, “conversam” e trocam comandos, armazenam dados na nuvem, identificam defeitos e fazem correções sem precisar de ajuda humana.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Mauricio Henrique Beccker1
Juliana Olinda Martins Pequeno2
Júlio Cesar de Sousa Mrad³
***

A discussão sobre a garantia do aprendizado significativo tornou-se latente nos últimos anos, impulsionada especialmente pela célere evolução das tecnologias digitais. Tal evolução tem impactado fortemente no mercado de trabalho, resultando na exigência de profissionais cada vez mais preparados para ambientes em que habilidades técnicas podem facilmente ser automatizadas e que deixam de ser o requisito principal para a inserção de profissionais no ambiente de labor.

Neste novo cenário, a importância do desenvolvimento de ambientes capazes de propiciar aprendizagem significativa, estimulante, agradável e eficiente do ponto de vista da construção de novos saberes, da apropriação de teorias e do desenvolvimento de práticas aos mais variados estilos de aprendizagem, torna-se imperativo às instituições de educação superior.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Lioudmila Batourina
Consultora de parceria internacional da ABMES
lioudmila@abmes.org.br

***

Relatório publicado em janeiro de 2019 pelo banco de investimentos JP Morgan analisou o setor particular de educação no Brasil e desenhou um quadro com os itens que são levados em consideração pelos alunos na hora de escolher uma instituição de educação superior (IES) para estudar. Além dos motivos patrimoniais bastante compreensíveis como localização, transporte e taxa de matrícula, o primeiro e o terceiro motivo são: “Qualidade” (39%) e “Outros” (11%). Juntas, essas razões totalizam 50% e dizem respeito a “reputação” da instituição.

No Brasil, o atributo “reputação” é construído pela soma das notas do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) aos impactos comunicativos, onde muitas vezes o que falam sobre sua qualidade é mais importante do que a sua real qualidade. A reputação representa a excelência percebida da instituição, fator que orienta a decisão dos futuros alunos a se matricularem.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics