Destaques
Patrocínio
Facebook

Arquivo da categoria ‘Internacionalização’

Eduardo Viana
Jornalista e produtor audiovisual da ABMES
***

Foram 15 dias, sete cidades, frio, calor e fuso horário invertido. O objetivo era conhecer e estreitar laços com instituições de ensino do país mais promissor da atualidade. Honrado, recebi a missão de realizar a cobertura cinematográfica da 3ª Delegação ABMES Internacional – China Experience.

 As cerca de 20 horas de voo e a estranha sensação de só ter oceano abaixo dos pés valeram cada segundo, cada frio na barriga. Depois de muita incerteza a respeito do acesso à comunicação, dos hábitos alimentares, da qualidade do ar, das filas, a China se mostra uma grata e colorida surpresa. Claro que as restrições existem e, obviamente, “pegam” muito mais para os chineses do que para turistas, mas, por onde andamos, as cidades encheram os olhos por sua organização, limpeza e beleza no tratamento de seus espaços. Canteiros que percorrem, com impecáveis azaleias, extensos elevados, do início ao fim. Rodovias bordeadas por roseiras frondosas, por onde milhares de motoristas e transeuntes podem limpar a vista e seguir viagem.

Leia mais »

Avaliar

Alberto Costa
Senior Assessment Manager de Cambridge Assessment English, departamento da Universidade de Cambridge especializado em certificação internacional de língua inglesa e preparo de professores
***

A internacionalização de qualquer instituição é um processo que demanda tempo de desenvolvimento e é construído a várias mãos. Esse não é um movimento que acontece apenas de cima para baixo por meio de decisões tomadas única e exclusivamente pela diretoria. Para que o programa seja eficiente e bem-sucedido, é recomendável pensarmos na sua implementação e evolução como uma pirâmide que se completa apenas quando todas as esferas do ecossistema se unem para trabalhar a favor do objetivo comum. É como se direção, professores e alunos representassem um mecanismo dessa grande engrenagem que gira conforme o seu papel de colaboração.

Isso não significa que não há liderança ou dedicação de uma área. Para dar o primeiro passo toda instituição que decide passar pela internacionalização precisa criar uma estrutura que dê o suporte necessário para as ações que se sucedem e que envolva e integre o restante da equipe no movimento. Em geral, a tarefa se concentra em um departamento responsável e é ele quem vai cuidar de toda a parte formal, burocrática e de implementação do projeto.

Leia mais »

Celso Niskier
Diretor presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES)
Reitor do Centro Universitário UniCarioca
***

Acabamos de regressar da China, onde lideramos uma delegação de reitores em busca de novos conhecimentos e parcerias educacionais. Por onde passamos, ouvimos a frase: “a inteligência artificial é o futuro”. Me arrisco a dizer que não, não é o futuro: já é o presente.

Digo isso porque visitamos empresas do “Vale do Silício” chinês, e, em uma delas, pudemos experimentar um pouco da sala de aula do futuro. Lá, com câmeras espalhadas pelo ambiente educacional, os computadores reconhecem as expressões faciais dos alunos e indicam, ao professor, aqueles que estão prestando mais atenção e aqueles que precisam de melhor acompanhamento para manterem a motivação. Big Brother educacional? Bem, estamos caminhando para isso…

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics