Destaques
Patrocínio
Facebook

Arquivo da categoria ‘Cultura e literatura’

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Certa vez, referindo-se a uma pessoa sentada num canto, a ler, alguém disse: “Vive no mundinho dela…” Apesar do tom jocoso, não por estar no grau diminutivo, mas no diminutivo mesmo, eis uma grande verdade: Quem lê muito transporta o mundo para dentro de si. Bota o macrocosmo compactado dentro da sua cabeça. Faz do macrocosmo um microcosmo, um mundinho.

Cruza o Atlântico, o Pacífico, o Mediterrâneo, o Mar do Norte e o Adriático. O equador e os trópicos. Visita a América do Sul, a América Central, a América do Norte. Europa, Ásia, África, Oriente Médio, Terra Santa… Aprende geografia e história. Dá a volta ao mundo. Viaja de avião, de veleiro. Monta a cavalo. Viaja a pé. De bicicleta e de moto. Percorre os quatro cantos da terra. Vai da pré-história ao coronavírus.

Leia mais »

Avaliar

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Reserva natural é uma área com valores especiais, parque florestal que se destina à conservação de espécies animais e vegetais, beleza cênica, características históricas, dentre outras. Raramente uma reserva advém da iniciativa privada, mais raramente ainda de pessoas físicas. Por isso merece divulgação e incentivo quem assume esse tipo de empreendimento.

Serra do Facão é o nome oficial da serra, cujo cimo, bem estreito, estende-se por 4km de comprimento, no município de Pará de Minas – MG, a menos de 100km a oeste de BH. Pela foto de satélite, a serra apresenta conformidade com uma lâmina de facão, fio de corte voltado para cima.

Leia mais »

Avaliar

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Em tempos de confinamento e de isolamento social forçado, abre-se espaço, em casa, para meditação, reflexão. Debrucei-me, hoje, sobre um poema, em Odes de Ricardo Reis: Fernando Pessoa, Para ser Grande, sê Inteiro. Fiquei imaginando: Para ser grande não é preciso ser grande, mas é preciso ser inteiro. Nesse sentido, aplica-se o dito: Tamanho não é documento. Tampouco importa ser gente, necessariamente. Estive a meditar o que é ser grande…

Admiramos o trabalho de uma formiguinha, cujo esforço se elogia e é dado como exemplo de solidariedade com outras formigas, dai se estendendo, como um desideratum, até os humanos. Roberto Carlos canta a sensual atração de Mujer Pequeña. Uma criancinha é grande sem ser grande. É inteira. Do tamanho dela.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics