Arquivo da categoria ‘Cultura e literatura’

Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Virgílio louva o homem do campo para quem são destituídas de valor as questões públicas e os reinos destinados a perecer. No original: “non res Romanae perituraque regna”.

Hoje, uma imagem insólita, objeto de nostalgia. Modernizada, a fazenda se descaracterizou. Gado de raça, de cocheira; eletrificação, inseminação artificial, manejo de pastagens, ordenha mecânica, camionetas, tratores, registros computadorizados. Tudo, enfim, que traz conforto, racionaliza o trabalho, aumenta a produção, mas desafia, enfrenta, desfigura o sertão. Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Por que não? Pois não existe o livro O Elogio da Loucura, escrito por Erasmo de Rotterdam? A ignorância é uma bênção. Pensar dói… Essa percepção, doida e doída, eu ouvi de uma jovem questionadora. Sem dúvida, nossos políticos sabem disso e, por isso, muitos preferem manter o povo na ignorância, não dando a mínima para a educação. Sabem por intuição que ninguém ama o que desconhece. Inteligência sem descortino é mais fácil de ser manipulada. Santa ignorância! Incapacidade de ver longe, de antever, de prever e de predizer.

Odorico Paraguaçu, personagem de Dias Gomes interpretado por Paulo Gracindo, na novela “O Bem-Amado”, de 1973, repetia a frase: “A ignorância é que atravanca o progresso”. Isso toda vez que alguém dizia uma besteira. No papel de Ofélia e contracenando com Lúcio Mauro, o Fernandinho, a atriz Cláudia Rodrigues a repetir o bordão: “Eu só abro a boca quando tenho certeza”. Isso depois de dizer uma porção de bobagens. Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

“Aquele a quem eu beijar é ele. Prendei-o!” Esse era o sinal combinadp com os soldados romanos. Com um beijo, Judas sela a traição ao mestre amigo, mediante propina. Desesperado, enforcou-se.

“Abre-te, Sésamo!” Essa era senha a com a qual o herói da história das mil e uma noites fazia abrir uma porta na caverna em que o próprio Ali Babá e os 40 ladrões escondiam seus tesouros. Sésamo ou gergelim é uma planta cujas sementes pequeninas são protegidas dentro de uma cápsula que se abre suavemente. A expressão latina in nuce, usada por Plínio, o Velho, refere-se a uma versão da Ilíada, que caberia escondidinha “em uma noz” , como hoje, num minúsculo “pendrive”, literalmente, caneta de transporte, ou o meio de transporte de dados.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics