Arquivo da categoria ‘Cultura e literatura’

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

A figura de pai é tão marcante que se diz pai de magistral ideia, pai dos pobres, pai dos enfermos, pai João, pai Tomás… Também tristemente se diz que o ódio é o pai de muitos crimes. Mas tudo isso são palavras. Mais vale sentir-se pai.

Se, numa dessas entrevistas de lugares-comuns, clichês de mídia, alguém me perguntasse quando mais me senti pai, eu lembraria duas situações.

Isabela, então com onze anos, escorregou no piso molhado e fraturou uma perna. Horas depois, olhei para a perna engessada e, sinceramente, preferi estar no lugar de minha filha. Por que justamente ela? Por que não eu? Naquela hora me senti pai.

Leia mais »

Avaliar

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Quem se envolve em corrupção milionária, e bota milionária nisso, mata crianças, no sentido real, por falta de assistência à saúde, mata doentes por falta de hospitais, mata o conhecimento, por antecipação, mata pessoas em acidentes por falta de estradas decentes, mata até a esperança, que é a última que morre, mata pela desilusão e descrença dos cidadãos, mata a credibilidade ante o mau exemplo que vem de cima, mata os sonhos no nascedouro, mata o Brasil por falta de investimentos em educação, cultura, esporte, lazer, segurança, sistema prisional, patriotismo, ordem e progresso. Quem mata é…

O ladrão comum rouba dinheiro, carro, celular, relógio, joias. O político corrupto, e está difícil encontrar um ficha-limpa, proporciona desassossego, rouba saúde, educação, transporte, cultura, segurança, emprego, paz… A diferença está em que o ladrão comum escolhe a vítima, o eleitor escolhe o político corrupto. Elege, reelege, reelege…

Leia mais »

Avaliar

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Em 26 de julho se comemora o Dia do Vovô e da Vovó. Consagrado a S. Joaquim e Sant’Ana, esposa de Joaquim, mãe de Maria, avó de Jesus. Sant’Ana já era venerada nas Minas Gerais setecentistas, sobretudo em regiões de mineração, sendo, então, a Senhora Sant’Ana considerada padroeira dos mineradores. Há quem veja nessa devoção um símile. Assim como as minas continham ouro em seu seio, Ana carregara ouro no seu ventre, a “bendita entre as mulheres”, como na voz de um Luciano Pavarotti.

Os católicos, que constituíam quase 100% da população, legaram abundante iconografia de Sant’Ana. É emblemática sua representação como mãe e mestra, sentada, com um livro aberto e com uma menina meiga, muito atenta, de pé, ao seu lado. Imagem apropriada de mãe educadora, depois avó.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics