Arquivo da categoria ‘Cultura e literatura’

Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Essa expressão “vocação para servir” em geral é aplicada a pessoas generosas. Principalmente depois de mortas. Fica parecendo predestinação. E quem é que não teria vocação para servir? Sem dúvida, na prática, existem pessoas abnegadas, desprendidas, muito prestantes e prestativas, sempre prontas a servir ao próximo, seja em algum trabalho voluntário ou na maneira de exercer uma profissão honesta, independentemente da área de atuação. Atendimento atento e atencioso ao aluno, ao cliente, ao usuário ou ao paciente é sempre uma forma de servir. Nesse sentido, todo o mundo tem vocação para servir. Já imaginaram se nossos políticos, pagos por nós, pensassem e agissem assim? Até num condomínio se pode e se deve ser prestativo. E há quem o seja. Mas, infelizmente, nem sempre é assim. Um condomínio às vezes é um deserto de pessoas que se acham com o domínio, e não com a coparticipação. Frequentemente atrapalhando em vez de ajudar, fazendo exigências descabidas, barulho excessivo, tiranizando vizinhos, síndico e porteiros, sujando mais que limpando, omitindo-se mais que servindo. Aliás, na prática, muitas instituições, inclusive religiosas, partidos políticos, associações e clubes, recreativos, esportivos ou de serviços, em geral pensam mais em si mesmos, quando não rechaçam outras agremiações e seus membros. Isso sem falar nas discriminações sociais.

São Tiago acertou na mosca: a fé sem obras é morta. Mais fácil que acertar na mosca é se deixar iludir pela mosca azul. No poema “Mosca Azul”, Machado de Assis narra os reveses de um pobre que um dia encontrou um inseto misterioso, encantou-se com o brilho que dele resplandecia e sonhou que era um rei, rico e poderoso. Tentou, então, garantir a posse da mosca aprisionando-a, mas acabou por esmagá-la entre os dedos. Frustrado, voltou ao seu ritmo de vida rotineiro e medíocre. E enlouqueceu.

Em tempo: a palavra ministro significa aquele que serve. Mito ou verdade?

Avaliar
Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

A vida é feita de escolhas. Essa é uma frase recorrente em propagandas, dando a entender que o produto oferecido é a melhor opção. Todos temos que tomar decisões na vida: “Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo… e vivo escolhendo o dia inteiro!” (Cecília Meireles). Talvez mais difícil do que tomar decisões seja justamente assumir as consequências. Sobretudo sem doentio sentimento de culpa, embora o arrependimento possa se constituir num gesto nobre e altamente dignificante. Arrependimento posterior é pleonasmo, pois sempre vem depois, quando vem, sob a forma de desconforto causado pela violação de alguma norma ou de ressaca moral. E que resulta na livre aceitação de alguma punição e na disposição de evitar futuras violações. Mas o arrependimento pode ser também pelo fato de a pessoa ter deixado de fazer alguma coisa, ter deixado de ajudar alguém necessitado, ou ter omitido socorro.

Roberto Carlos canta em Sua Estupidez: “Quantas vezes eu tentei falar que no mundo não há mais lugar pra quem toma decisões na vida sem pensar”. Mas o pior é que há. Na prática, e cá pra nós, quem nunca cometeu uma burrada na vida irrefletidamente? E Roberto Carlos insiste: “Conte ao menos até três, se precisar conte outra vez”.

Leia mais »

Avaliar
Antonio OliveiraAntônio de Oliveira
Professor universitário e consultor de legislação do ensino superior da ABMES (1996 a 2001)
antonioliveira2011@live.com
***

Milionário e Zé Rico. Ambos palmilhando esta longa estrada da vida cantando… Longa. Para os dois, sim. Mas nem para todos. Pois de muitos a vida é ceifada prematuramente. Num acidente de trânsito, numa tocaia, num latrocínio, na pobreza extrema; em consequência de uma doença grave; no arruinamento da saúde em razão de drogas, alcoolismo, cigarro, falta de moderação, intemperança. Ou proveniente de um avião que semeie a morte.

Correndo, sem poder parar, na esperança de ser campeões, alcançando o primeiro lugar. Inclusive nas paradas de sucesso.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics