Arquivo da categoria ‘MEC’

Janguiê Diniz2016Janguiê Diniz*
Diretor presidente da ABMES
Secretário executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular

Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
***

O Sistema de Nacional de Avaliação do Ensino Superior (Sinaes), instituído por meio da Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004, foi um ganho para educação no Brasil. Antes, o que havia eram algumas experiências isoladas de avaliação em vez de um sistema nacional vigente, aplicado pelo Ministério da Educação (MEC) de forma universal que abrangesse todas as instituições públicas, privadas e comunitárias.

A introdução dessa política de avaliação na graduação, com critérios e indicadores, estimulou nas Instituições de Educação Superior (IES) a preocupação pela qualidade do ensino e a necessidade de profissionalização da gestão. Dados obtidos por meio de um sistema público determinam parâmetros nacionais e internacionais para que a instituição tenha um ponto de partida para identificar o que deve ser aperfeiçoado e para planejar suas ações com esse foco.

Leia mais »

Avaliar

Paulo CardimPaulo Cardim
Reitor da Belas Artes e Diretor-Presidente da Febasp
Blog da Reitoria, publicado em 3 de abril de 2017
***

A avaliação na educação superior brasileira, desde o início, esteve ligada aos processos de regulação – autorização e reconhecimento de cursos –, na graduação e na pós-graduação stricto sensu, em níveis de mestrado e doutorado.

A avaliação dos cursos de graduação sempre esteve na área executiva do Ministério da Educação, mais recentemente, com a participação do Inep e, até pouco tempo, do Conselho Nacional de Educação. No presente, o Inep realiza a avaliação in loco e a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) decide nos processos de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento de cursos de graduação – licenciatura, bacharelado e tecnólogo –, além dos relativos ao credenciamento e recredenciamento de faculdades, centros universitários e universidades.

Leia mais »

Avaliar

Janguiê Diniz2016Janguiê Diniz*
Diretor presidente da ABMES
Secretário executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular

Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional
***

Gratuidade, status ou a busca por formação com foco mais acadêmico podem ser algumas das principais razões pelas quais um estudante dá preferência pelas Instituições Federais de Educação Superior (IFES) na hora de prestar o vestibular. Dados do Censo da Educação Superior 2015 apontam que a demanda dos alunos pelas universidades públicas é quase duas vezes maior do que a procura pelas Instituições de Educação Superior (IES) Particulares. Em 2015, foram 14 milhões de inscrições para um total de 3,7 milhões de vagas. Desse montante, o número de inscritos somente das particulares foi de 5,5 milhões na disputa por 3,2 milhões vagas em IES privadas.

A informação só reforça a necessidade de o governo federal promover e aprimorar políticas públicas que permitam o acesso dos estudantes ao ensino superior, uma vez que as instituições federais ainda não têm fôlego para comportar a grande quantidade de estudantes em busca da formação superior ao longo dos anos.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics