Arquivo da categoria ‘Novas tecnologias’

Ronaldo Mota
Diretor Científico da Digital Pages
Membro da Academia Brasileira de Educação
***

Circulam na praça um conjunto de vídeos irracionais, irresponsáveis e, socialmente, danosos. A melhor forma para minimizarmos os estragos é propiciarmos educação de qualidade para todos, e, sempre que possível,  tentarmos aprender algo a partir dos absurdos.

Alguns desses vídeos, a título de exemplo, tratam de falsos impactos na glândula pineal causados pelo uso de termômetros de infravermelho na testa. São centenas, talvez milhares, de peças de divulgação similares completamente equivocadas e , deliberadamente, distribuídos por redes de militantes organizados e robôs.

É menos inocente do que parece, explorar o senso comum para convencer alguém de algo sem nenhum  fundamento científico ou base real. Trata-se de preparar seres humanos para serem convencidos de “fake news”, mesmo quando absolutamente inverídicas.

Leia mais »

Avaliar

Luciano Sathler*
Membro do Comitê de Educação Básica da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED)
Reitor do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix
***

A crise do coronavírus não trouxe novidades em termos dos desafios à gestão de instituições educacionais, somente aguçou e acelerou tendências que já estavam em desenvolvimento há alguns anos.

Quando escrevo esse artigo, os números de contaminados e de mortos pelo coronavírus ainda não permitem vislumbrar a restauração da normalidade após meses de distanciamento social. Tudo faz crer que a situação socioeconômica vai se agravar mais nos meses subsequentes ao retorno das aulas presenciais, o que pede a adoção de medidas urgentes a partir de uma visão estratégica alinhada com as demandas do futuro que se materializaram no presente, aceleradas em 20 anos pelas mudanças ora experimentadas. Isso deve ser pensado e se transformar em planos de ação, para permitir superar as ondas de choque que se avolumam no horizonte.

Leia mais »

Avaliar
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES)
***

“Para proporcionar um ensino excelente, os professores precisam atingir habilidades sofisticadas e serem capazes de avaliar precisamente os pontos fortes e fracos de cada estudante.”[1]
“No Japão, a formação não acaba nunca: políticas públicas garantem que os professores ganhem novos conhecimentos até o dia de sua aposentadoria. O modelo nipônico mescla diversos tipos de atividades. Os cursos formais são obrigatórios – cada professor precisa fazer pelo menos um por ano.”[2]

Há uma publicação de 2015 da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) que analisa mais de 450 iniciativas de melhoria do ensino em 34 países com o objetivo de aperfeiçoar seus sistemas educacionais.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics