Destaques
Facebook
Twitter

Arquivo da categoria ‘Novas tecnologias’

Print Friendly, PDF & Email
Rui Fava
Vice-Presidente de EAD da Kroton Educacional, diretor geral da UNOPAR e autor do livro “Educação 3.0”
***

Desde os tempos remotos, o homem vem ensinando e aprendendo a utilizar superfícies dos mais diferentes materiais. Na Mesopotâmia utilizava-se argila; os egípcios desenvolveram o papiro; na biblioteca de Pérgamo, inventou-se o pergaminho; os chineses descobriram o papel; o inglês Tim Berners-Lee criou e popularizou a Internet. Acompanhando o desenvolvimento intelectual do homem, as representações gráficas foram se tornando cada vez mais complexas, passando a ser uma excelente ferramenta de disseminação de ideias e conceitos, de ensino e de aprendizagem.

É na Grécia Antiga que começa a História da Educação como a refletimos e realizamos hoje. Embora não mantivessem escolas, surge, no século V a.C., os primeiros professores remunerados. Trata-se dos grammatistés que eram contratados para ensinar os jovens a ler e escrever. No mundo grego, a filosofia contribuiu para o desenvolvimento da educação. Os sofistas eram professores de retórica, altamente respeitados, que viajavam realizando discursos e reflexões públicas para atrair estudantes.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email
Entrevista com Anna Penido, Diretora do Inspirare
Por Humus
***

Os alunos, clientes das instituições de ensino, já acordam com a tecnologia do celular e a utilizam por todo o dia. Porém, ao chegar à escola, eles não vivenciam as facilidades tecnológicas, pois não é apenas colocar aparelhos como um computador ou um tablete nas salas de aulas. É necessário primeiro um desenvolvimento e abertura dos gestores da instituição para implantar mudanças no modo de ensinar e também de agir. Esta mudança é apropriada para todas as organizações, já que a tecnologia alterou a vida pessoal e profissional do mundo inteiro.

Um grande receio é que alguns imaginam que a inovação eliminará os professores, entretanto, ela auxilia para complementar o ensino, facilitar o aprendizado e ajustar as necessidades de cada aluno. Os docentes serão guias que ensinarão sobre valores, atitudes, trabalho em equipe, liderança, negociação, entre outros assuntos. Esses valores, por mais que os alunos tenham acesso a várias informações e sejam Independent learning (no significado de aprender sozinho), só são absorvidos com o convívio com outros estudantes e com o professor.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email
Gabriel Mario Rodrigues
Presidente da ABMES
Secretário Executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular
***

A discussão sobre a criação do Instituto Nacional de Supervisão e Avaliação do Ensino Superior (Insaes) caminha para ser aprofundada no Congresso e a expectativa de todas as instituições de ensino superior (IES) é que, ao tornar-se realidade, o Instituto cumpra a sua missão de bem avaliar a qualidade do sistema universitário brasileiro.

O Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior, do qual a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) faz parte, tem participado de forma importante dos debates realizados até agora sobre o anteprojeto de lei do Insaes, com destaque para a preocupação com as atribuições da futura autarquia e para a função dos seus integrantes, principalmente no que se refere ao atendimento das demandas requeridas pelo desenvolvimento educacional. Preocupa-se também o Fórum com a transparência total dos atos da Autarquia e com a necessidade de que os métodos de trabalho a serem usados sejam consentâneos e apoiados pelas novas tecnologias da informática e da comunicação.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics