Arquivo da categoria ‘Novas tecnologias’

Gabriel Mario Rodrigues 1Gabriel Mario Rodrigues
Presidente da ABMES e Secretário Executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular
***

 “Só quando a última árvore for derrubada, o último peixe for morto e o último rio for poluído é que o homem perceberá que não pode comer dinheiro”. (Provérbio indígena)

Vilhena é um município brasileiro situado em Rondônia/RO. Com 78.686 habitantes, é a quarta cidade do estado e a 33ª mais populosa do norte do Brasil; possui o melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de RO e o 9º da região norte. Vilhena é conhecida como “Portal da Amazônia” e “Cidade Clima da Amazônia” por situar-se na “entrada” da região Amazônica Ocidental e por apresentar uma temperatura mais amena, se comparada com as de outras cidades da região. O nome “Vilhena” foi dado pelo militar e sertanista brasileiro, Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon,  em homenagem ao engenheiro maranhense Álvaro Coutinho de Melo Vilhena, chefe da Organização Telegráfica Pública.

Leia mais »

Avaliar
Antonio Carbonari NettoAntonio Carbonari Netto
Membro do Conselho da Presidência da ABMES
Vice Presidente do Semesp
***

O mundo, como o conhecemos hoje, mudou substancialmente na segunda década deste século. Fim do século passado, de heranças dos modelos da onda industrial, fim das crenças ortodoxas do último século, fim dos paradigmas educacionais conservadores, retrógrados e de interesse da aristocracia educacional dominante.

Vocês se lembram daquele antigo exame de admissão aos ginásios? Eu fui um dos que passaram nele. E aqueles outros 49 colegas de turma que não lograram aprovação? Provavelmente estão hoje em algum subemprego, mal remunerados e com poucas chances de mudar de classe social, salvo exceções. Era o tempo dos exames eliminatórios, que eliminavam um conjunto de pessoas para que não subissem ao pódio e não atrapalhassem os senhores dominantes na aristocracia rural e industrial brasileiras e seus defensores, detentores dos melhores cargos para si, ou para os seus.

Leia mais »

Avaliar
Gabriel Mario Rodrigues 1Gabriel Mario Rodrigues
Presidente da ABMES e Secretário Executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular
***

 Tra il dire e il fare c’è di mezzo il maré – “Entre o falar e o fazer, há no meio o mar” (Provérbio napolitano)

Apesar da quantidade incrível de investimentos volumosos feitos pelas diversas nações e instituições particulares em projetos educacionais, os respectivos dirigentes e os usuários não estão satisfeitos com os resultados alcançados. Todos falam, todos têm planos espetaculares, mas os resultados não aparecem. Fica tudo entre as palavras e as intenções.

Lembramo-nos do fato porque surgem, mais do que nunca nos dias de hoje, fabulosas ideias apoiadas pelas novas tecnologias educacionais para melhorar o desempenho da aprendizagem nos diversos níveis de ensino. Pedagogos, especialistas, educadores, pesquisadores e demais atores sociais elegeram para a ordem do dia a inovação, a flexibilidade, as competências, as habilidades e os “Moocs da vida” para deitar teorias, apoiados, quase sempre, em modelos internacionais. Além disso, as pessoas envolvidas no processo não consideram a questão principal que é a formação deficiente que os concluintes do ensino médio levam para a universidade. Parece tão simples, natural e fácil adotar os planos propagados e resolver todas as questões.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics