Destaques
Facebook
Twitter

    Sorry, no Tweets were found.

Arquivo da categoria ‘Novas tecnologias’

Print Friendly, PDF & Email
Gabriel Mario Rodrigues2

Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES ***

A BNCC levou quatro anos para ser elaborada, passou por seis ministros do MEC. Teve 3 versões, foram 27 seminários estaduais, com 9.275 participantes e consulta pública com mais de 12 milhões de contribuições. (Fonte: politize.com.br)

Na semana passada, enviei ao amigo Geraldo Cruz um vídeo que está rolando na internet de palestra do Prof. Pierluigi Piazzi (1943- 2015). Ele foi excelente professor de Física do Anglo, exímio palestrante, de eloquência extraordinária, e deu aulas a mais de 100 mil alunos. Dizia que “professores não são educadores e que essa é tarefa do pai e mãe porque educação é aquilo que se recebe em casa e não na escola”.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Celso Niskier
Diretor presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES)
Reitor do Centro Universitário UniCarioca
***

Em uma sociedade cada vez mais múltipla e conectada, será que existe uma única forma correta e eficiente de transmitir conteúdo? Há séculos, quando o modelo educacional ainda predominante foi desenvolvido, havia o entendimento de que professores ensinavam, alunos aprendiam. Nessa hierarquia, nessa lógica.

A partir dessa compreensão foram criadas as salas de aula tradicionais, com lousas (recentemente substituídas pelos quadros brancos), carteiras enfileiradas e docentes dotados de giz e voz. Nas últimas décadas, contudo, o surgimento e a disseminação de novas tecnologias da informação e comunicação impuseram à sociedade contemporânea novas formas de se comportar, se relacionar e também de aprender.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Emanuel Santana*
Diretor de Sistema de Ensino e Inovação na CNEC
***

Como olhar para o futuro e ver um mundo que ainda não existe?

Não há tecnologia ou bola de cristal que possa fazer esse trabalho. Em novembro de 2017 a revista científica Nature publicou uma pesquisa revelando que o cérebro humano é capaz de olhar o futuro de fato. Obviamente, é bem mais fácil olhar segundos à sua frente no tempo do que décadas como fez Isaac Asimov. Entender o que está acontecendo, antecipar o futuro através da imaginação e, o principal, ser capaz de estabelecer a conexão correta com esse futuro.

A clareza com a qual se enxergará o futuro dependerá da liberdade concedida aos sentidos, percepção e imaginação. O ponto de partida também irá influenciar aonde se poderá chegar, bem como a aceitação de que será uma viagem sem volta. No contexto da revolução tecnológica digital é preciso ter em mente dois princípios:

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics