Destaques
Patrocínio
Facebook

Arquivo da categoria ‘Política’

Rachel de Queiroz
17 /11/1910 – 04/11/2003
Foi tradutora, romancista, jornalista,  dramaturga e considerada uma das maiores escritoras brasileiras. Primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras.
***

O texto foi publicado por Rachel de Queiroz publicada na revista “O Cruzeiro” em 11 de janeiro de 1947. Mais de 60 anos após sua publicação, a reflexão ainda é válida nesses tempos de segundo turno das eleições.

Não sei se vocês têm meditado como devem no funcionamento do complexo maquinismo político que se chama governo democrático, ou governo do povo. Em política a gente se desabitua de tomar as palavras no seu sentido imediato. No entanto, talvez não exista, mais do que esta, expressão nenhuma nas línguas vivas que deva ser tomada no seu sentido mais literal: governo do povo. Porque, numa democracia, o ato de votar representa o ato de FAZER O GOVERNO.

Leia mais »

Avaliar
Herman Jacobus Cornelis Voorwald
Folha de S.Paulo – Opinão, publicado em 21 de outubro de 2010
***

Os dois candidatos deveriam considerar que o desafio de ampliar o acesso ao ensino superior não deve ofuscar o da geração de conhecimento

A poucos dias de o Brasil eleger o futuro presidente da República, os candidatos que concorrem no segundo turno abordaram o tema da educação superior, limitando-o, porém, à inclusão social e à formação de recursos humanos qualificados para o mercado de trabalho.

Leia mais »

Avaliar
Prof. Dr. Valmor Bolan
Doutor em Sociologia, Diretor da Universidade Corporativa Anhanguera e de Relações Institucionais da Anhanguera e Reitor do UNIA
***

No próximo dia 31 de outubro, o povo brasileiro deve voltar às urnas para escolher o Presidente da República. São dois candidatos com dois projetos de Brasil, a primeira proposta claramente ideológica de esquerda, visando implantar, aos poucos, no Brasil, o socialismo, conforme explicitado no PNDH3. O segundo, com experiência administrativa mais consolidada. Não são relevantes as diferenças de caráter macroeconômico e social entre os candidatos e seus respectivos Partidos. Relevantes sim são as posições de ambos e de seus Partidos em torno da defesa da vida, sobretudo em matéria de legalização do aborto, descriminalização da droga e casamento de homossexuais.

Enquanto no primeiro turno a campanha ficou morna, com um debate que não empolgou diluído ainda com o cacarerismo de candidaturas hilárias, como a do palhaço Tiririca, eleito como uma deficiência do sistema democrático brasileiro, que urge uma reforma política para evitar excrescências; no segundo turno temos a oportunidade de melhor conhecer os dois candidatos e fazer uma escolha com mais discernimento.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics