Arquivo da categoria ‘Política’

Gabriel Mario Rodrigues 1Gabriel Mario Rodrigues
Presidente da ABMES e Secretário Executivo do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular
***

“Levando-se em consideração o que os demógrafos denominam de ‘janela de oportunidade demográfica’ – temos hoje uma potencialidade única (o país com população ainda majoritariamente jovem) para acelerar o crescimento econômico e conduzir o país para um desenvolvimento sustentado, E isto só pode ser conseguido pela boa educação.” (Prof. Raulino Tramontim)

O Brasil tem apresentado nas últimas décadas um crescimento exponencial na área educacional, tanto quantitativo quanto qualitativo, por meio da universalização do ensino fundamental, acompanhado da preocupação efetiva de romper o gargalo do ensino médio e de fazer crescer a oferta de ensino superior tanto público quanto privado. As políticas públicas de fomento – que no setor privado estão representadas pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) – trouxeram para os bancos escolares uma parcela significativa das classes menos favorecidas que vêm mostrando um bom desempenho nas avaliações das instituições de ensino superior (IES).

Leia mais »

Avaliar

Luiz Antonio Barreto de Castro
Presidente da Sociedade Brasileira de Biotecnologia e membro titular da Academia Brasileira de Ciências
O Imparcial, publicado em 8 de janeiro de 2015
***

Posso até estar ferindo a Constituição se disser que deveríamos pagar pela universidade brasileira. Não vejo alternativa. Nos Estados Unidos, no século 19, era óbvio o desequilíbrio regional. Por razões geográficas, a desigualdade não era somente entre o Norte e o Sul, mas também entre o Leste e o Oeste. No Brasil, essa disparidade também é óbvia, principalmente entre o Nordeste e o Sudeste. A renda per capita do Nordeste é a metade da do Sudeste.

Os Estados Unidos criaram o sistema Land Grant de Universidades, pelo Morrill Acts enacted by Abraham Lincoln in 1862, estimulando o ensino superior nos estados mais pobres, inicialmente doando terras para a construção de instituição de ensino superior. Ofereceram outros benefícios financeiros e técnicos, priorizando investimentos federais em áreas técnicas importantes e de difícil solução. Os benefícios diminuem com o tempo. Com esse modelo, os estados pobres facilitam nas Universidades Land Grant o acesso de alunos nascidos no estado, que pagam muito pouco. Mas as universidades são pagas e o ensino médio é gratuito.

Leia mais »

Avaliar

Celso da Costa Frauches
Consultor educacional da ABMES
***

Os cursos de graduação em Direito têm sido alvo de ações e intervenções da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) junto ao Ministério da Educação (MEC), por conta do “excesso de advogados” na praça. Uma visão estritamente corporativista, uma vez que o bacharelado em Direito gradua “operadores do direito” que podem, até, exercer a advocacia.

Pressionado pela OAB, o MEC publicou, às vésperas do Natal, a Portaria Normativa nº 20, de 19 de dezembro de 2014, estabelecendo os procedimentos e o padrão decisório para os pedidos de autorização dos cursos de graduação em direito ofertados por Instituições de Educação Superior (IES) integrantes do Sistema Federal de Ensino, “em trâmite no Ministério da Educação até a publicação desta Portaria normativa”.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics