Arquivo da categoria ‘Qualidade de ensino’

Print Friendly, PDF & Email

Lioudmila Batourina
Consultora de parceria internacional da ABMES
lioudmila@abmes.org.br

***

Cada vez mais nos deparamos com rankings universitários de todos os níveis, globais, regionais e nacionais. Eles consideram várias combinações para medir excelência: pesquisa, especialização, admissões, opções de estudantes, número de prêmios, internacionalização, emprego de pós-graduação, vínculo industrial, financiamento, reputação e história. Porém, dentre todos estes critérios, a pesquisa é a que mais se destaca.

Os rankings universitários são criticados em muitas frentes, por serem mais voltados para as ciências naturais; por valorizarem mais as publicações em revista de ciência da língua inglesa; enfatizar despesas com pesquisa como a principal medida de realizações científicas, ao invés de analisar a importância e impacto de descobertas científicas ou a profundidade das ideias; por não levar em conta atividades importantes da universidade que são mais difíceis de se medir como, por exemplo, a qualidade do ensino, entre outros pontos.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Gabriel Mario Rodrigues2Gabriel Mario Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração da ABMES
***

“Pessoas que não têm medo de ousar tendem ao otimismo. Elas não temem o sofrimento e o fracasso. Sabem que o forte não é aquele que sempre acerta, mas aquele que corre o risco de errar e sobrevive à mais dura queda.”  (Flavio Gikovate – Psicólogo)

Qual a diferença entre o otimista e o pessimista? O primeiro está sempre cheio de planos e projetos e, para o outro, a vida não é boa e tudo vai dar errado.

A especialista Ana Maria Diniz apontou certa vez em artigo publicado no Estadão (Otimismo! Ele deve ser ensinado – e praticado – em todas as escolas) que “o contrário do que se pensa, o otimismo não é um traço imutável: é um jeito de pensar que pode ser aprendido e aprimorado”. Ela citou ainda o psicólogo americano Martin Seligman, da Universidade da Pensilvânia, que afirma não haver lugar melhor para treinar essa habilidade do que a escola.

Leia mais »

Avaliar
Print Friendly, PDF & Email

Valmor BolanValmor Bolan
Doutor em Sociologia
Especialista em Gestão Universitária pelo IGLU (Instituto de Gestão e Liderança Interamericano) da OUI (Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal, Canadá
Representa o Ensino Superior Particular na Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos do MEC
***

O Prefeito de Mogi das Cruzes, Marco Bertaiolli, publicou pela Gente Editora, a obra “Cidade do Saber – Um Jeito Diferente de Pensar e Fazer Educação”, com o objetivo de apresentar, através de informações e dados estatísticos, exemplos concretos de projetos, ações e programas utilizados pela Prefeitura de Mogi das Cruzes, na gestão 2009-2016. Na apresentação do livro, o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab destaca que “em sua gestão Bertaiolli implantou o período integral, que não existia na cidade. Hoje, mais de 50% dos alunos da Rede Municipal estudam nas Escolas de Tempo Integral. Ao todo são cerca de 28 mil alunos que dedicam nove horas à escola e recebem cinco refeições diárias, fornecidas pelo Programa de Merenda Escolar, no qual todas as refeições do aluno são feitas na própria unidade”.

Leia mais »

Avaliar
Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics