Destaques
Patrocínio
Quero Summit
Facebook
Comentários
Print Friendly, PDF & Email

Daniel Maia
Business Development Manager para Setor Público e Educação na Microsoft Brasil
***

Na última semana, aconteceu em Londres a Bett, evento que reúne 35 mil participantes, anualmente, com a proposta de discutir e demonstrar como a tecnologia pode empoderar educadores e estudantes a transformar a aprendizagem e aproveitar o máximo de seu potencial, dentro e fora da sala de aula.

Como parceira global do evento, a Microsoft esteve presente e levou sua grande rede de parceiros brasileiros numa delegação para proporcionar a oportunidade de acessar, em primeira mão, todo o conteúdo inovador e boas práticas internacionais introduzidas no campo das tecnologias educacionais. Como uma de nossas maiores parceiras, a ABMES esteve representada nessa delegação por seu diretor presidente, Celso Niskier.

Durante os quatro dias de evento, visitantes que passaram pelo pavilhão norte puderam vivenciar as experiências do estande Microsoft, repleto de conteúdo de educação básica a superior e demonstrações práticas, além de palestras para inspirar educadores que buscam novas formas de melhor engajar seus alunos. Dentre elas, destacou-se, mais uma vez, Anthony Salcito, nosso vice-presidente global para Educação, que abriu o evento com o keynote “Inteligências híbridas: amplificando o potencial humano”.

E o que significa, afinal, o hibridismo da inteligência? Significa que já não podemos pensar em tecnologia sob uma perspectiva isolada, diametralmente oposta às habilidades humanas nativas. Nossos jovens hoje têm essa clareza: como nativos digitais, não fazem uso de tecnologia apenas por usar, mas sabem aproveitá-la como ferramenta para expandir o seu próprio potencial, desenvolver novas habilidades e colaborar. Fazem uso de tecnologias emergentes, como Inteligência Artificial, para amplificar suas vozes e elaborar soluções para os maiores problemas que enfrentam. E, enquanto pesquisadores mesclam psicologia com ciência da computação, a inteligência emocional está convergindo com a inteligência artificial.

Os estudantes de hoje estão cada vez mais sedentos para deixar sua marca no mundo, e estão utilizando a tecnologia para desenvolver suas próprias formas de aprender. Isso fará com que educadores e seus alunos trabalhem cada vez mais próximos para transformar a experiência educacional para além do modelo baseado em classes e salas de aula, estendendo-se para qualquer lugar, a qualquer hora e em qualquer dispositivo.

Em seu keynote, Salcito destacou duas ferramentas Microsoft que já estão auxiliando professores e alunos a trabalhar melhor, juntos e separados: de um lado, o PowerPoint Live permite que os jovens acessem, de maneira remota e interativa, uma apresentação feita por um professor em qualquer lugar do mundo, que pode ser traduzida automaticamente para mais de 60 idiomas disponíveis, com uma transcrição que pode ser estudada depois de terminada a lição. Do outro, o Teams está ajudando turmas inteiras a trabalhar de maneira colaborativa, seja em sala de aula ou de suas casas, permitindo que tenham um processo de aprendizagem personalizada e obtenham acesso a tudo que precisam, quando precisam.

A lição que deve ser tirada disso é uma que está pautando os debates sobre educação em todo o mundo, e que nós na Microsoft temos como central para nossa missão: criatividade, personalização e colaboração estão no centro da educação da nova década, e é necessário que os líderes educacionais, estejam eles à frente de escolas, governos ou empresas, estejam preparados para atender às demandas dos estudantes de hoje. É preciso ajustar o foco, desviando-o de notas, provas e salas de aula convencionais e direcioná-lo para fazer com que nossos jovens aprendam de maneiras eficientes, que poderão de fato lhes proporcionar as ferramentas de que precisam para desenvolver as habilidades do futuro.

A feira de Londres abre o ano para a Bett, mas, em maio, acontece a segunda maior edição do evento, em São Paulo. Com os educadores brasileiros liderando o caminho para a transformação de sua profissão, que se torna cada vez mais importante neste contexto de crescente intensidade tecnológica, certamente veremos inovações educacionais muito interessantes na Bett Brasil 2020.

Avaliar

Deixe uma resposta

Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics