Print Friendly, PDF & Email

Renata Silva
Analista de sistemas junior na ABMES
***

Hoje falarei um pouco sobre os sistemas operacionais móveis e suas atualizações. Você já se perguntou ou pesquisou o motivo de tantas atualizações no celular? Por que em um dia você dorme sem nenhuma notificação e no outro acorda com uma atualização muito diferente do que você estava habituado a usar? Pois bem, para entender o motivo é preciso conhecer alguns aspectos sobre a origem do sistema mobile.

Android
Ao contrário do que muita gente pensa, o Android não nasceu na Google. A empresa criadora desse sistema foi fundada em 2003 e tinha como ideia inicial lançar um sistema operacional (SO) inteligente para câmeras digitais. No meio do processo, ela percebeu que poderia ir mais longe e começou então a vender o produto para o mercado de celulares. Porém, apesar do pensamento empreendedor, o Android não começou muito bem. Nenhuma investidora queria colocar dinheiro na empresa. Então, em 2005, quando os recursos estavam quase acabando e a empresa com os dias contados, a Google surgiu para “salvar a pátria” ou, no caso, o Android.

Em 2007, ao completar dois anos da operação, a Google estabeleceu parcerias com fabricantes como a Samsung, Motorola e LG para desenvolver uma plataforma única para o mobile. Inicialmente foi criado o Sooner, um protótipo com uma versão beta do Android, parecido com um BlackBerry, que tinha como previsão de lançamento dezembro de 2006, porém, a Google decidiu redesenhar o protótipo para tirar o teclado Qwerty. A versão 1.0 do Android foi lançada apenas em setembro de 2008, com o nome de “Petit Four”. A partir daí, cada nova versão lançada veio com o nome de um doce ou sobremesa, sempre em ordem alfabética e com o tradicional robô verde como sua marca.

iPhone
A produção do iPhone começou em 2004, três anos depois da Apple revolucionar o mundo da música com o iPod. Neste mesmo período, a empresa lançou, como teste, juntamente com a Motorola, o celular Rokr. O aparelho, que vinha com iTunes embutido, teve resultados muito ruins. Nessa época ninguém da “maçã” via o smartphone pessoal como um bom negócio.

Após este episódio e superando muito bugs de última hora, o iPhone foi apresentado em janeiro de 2007, com características que viraram padrão. O sistema iOS se chamava iPhone OS e era tido como uma miniatura do Mac OS X. A App Store, serviço de distribuição digital de aplicativos desenvolvido e operado pela Apple Inc, só abriu em 2008.

A palavra Apple (maça, em português) foi escolhida por alguns motivos, primeiro porque o nome iniciava-se com “A”, portanto apareceria listado antes da maioria dos competidores. Além disso, por coincidência, o grupo de criadores do sistema reuniu-se em um sítio com muitas macieiras e confirmaram a escolha. Na época, ninguém imaginou que associar uma maçã a computadores daria certo, foi uma aposta inusitada.

Competição
No começo, tanto Android como o iPhone, tinham muitas funcionalidades de aplicação e causaram uma imensa revolução tecnológica. Os dois grupos sempre lançavam novas versões, repletas de inovação, para superar o lançamento um do outro. A competição não era apenas entre eles. Todas as vezes em que uma inovação era anunciada no mercado, tanto o Android quanto o iPhone disponibilizavam novas atualizações com a mesma tecnologia ou até melhor do que a apresentada.

Atualmente, em um mercado cada vez mais veloz, as atualizações têm como prioridade aumentar a segurança dos dados do usuário, bem como ajustes nas telas de navegação, padronização de ícones, botões, layouts e outras funcionalidades. Sempre antes das atualizações é exibido um termo que contém o que será modificado no SO.

Pode ser que você fique encantado com uma nova funcionalidade que o seu aplicativo ganhará com a atualização e, por isso, decida atualizá-lo. Eu lhe entendo. Mas vá com calma! É importante pesquisar o que já foi testado, principalmente em celulares do mesmo modelo que o seu. Muitas vezes, alguns relatos de problemas são suficientes para afastar os usuários de novas versões do sistema ou de aplicativos.

Recomendo que antes de atualizar seu celular você analise bem a situação, levando em consideração as dicas anteriores, pois é possível que ocorram alguns erros e perdas de performance. Em muitos casos, resolvemos um problema, mas ganhamos outro. Sendo assim, é bom pensar duas vezes e pesquisar antes de atualizar. Os fabricantes estão continuamente corrigindo erros e bugs, mas nem sempre eles foram ajustados para o seu smartphone. O feedback de terceiros, neste caso, é a chave para uma decisão certeira na hora de realizar a atualização.

Curiosidades

  • Em Mountain View, na Califórnia, existem todas as versões do Android em estátuas, no QG da Google, ou seja, todos os doces e sobremesas. É sempre uma festa para os visitantes.
  • Em setembro de 2008, o iPhone chegou ao Brasil e a Apple teve uma dor de cabeça por causa do nome pois a Gradiente havia registrado uma marca Iphone, com o “i” maiúsculo, em 2000. O embate só foi resolvido judicialmente.
  • Lançado oficialmente no dia 3 de setembro de 2019, o Android 10 foi o primeiro sistema operacional da marca sem ter nome de doce. Segundo a companhia, “como um sistema operacional global, é importante que esses nomes sejam claros para todos no mundo. Então, a próxima atualização do Android vai usar simplesmente a versão numeral e se chamar Android 10”. Entretanto, não abalou os ótimos recursos que foram disponibilizados, além disso, novidades que visam aumentar a privacidade do usuário também são destaques da nova versão.
  • A nova versão do iOS 13 foi liberada para todos os iPhones compatíveis em 19 de setembro de 2019, trazendo melhorias pontuais e importantes modificações como o Dark Theme, que proporciona mais rapidez ao recurso Face ID. O iOS 13.1 já está disponível, com algumas correções de bugs para todos os usuários a partir do iPhone 6s.
Avaliar

Deixe uma resposta

Números do Ensino Superior
Categorias
Autores
Arquivos
Visitantes
wordpress analytics